whitney houston
A cantora norte-americana Whitney Houston (FOTO: Reprodução)

Whitney Houston foi uma das artistas mais vendidas de todos os tempos, vendendo mais de 200 milhões de discos em todo o mundo e emplacando múltiplos singles nº 1 no Hot 100 da Billboard. Mas apesar do seu sucesso na indústria da música, que mais tarde se estendeu para o mundo do cinema (em 1992 com The Bodyguard e em 1995 com Waiting to Exhale) a vida de Whitney acabou sendo impactada de muitas maneiras.

Após uma série de más decisões financeiras, um casamento conturbado com o bad boy Bobby Brown, e manchetes intermináveis sobre o seu suposto vício em drogas, Houston começava rapidamente a perder a sua fortuna mais depressa do que ela a tinha ganho. Na altura da sua morte, em fevereiro de 2012, quando ela foi encontrada sem vida numa banheira no Hotel Beverly Hilton, apesar do seu estatuto icônico em Hollywood, a vencedora do Grammy tinha partido com muitas dívidas.

Ainda assim, quando se tem uma discografia incrível como Whitney, confie e acredite que o poder – apenas a partir do seu nome – será capaz de levantar muitos dólares em vendas de músicas de outros projetos póstumos lançados em homenagem à sua lendária imagem.

Turnê póstuma e discografia

Em fevereiro, uma aguardada turnê holográfica, intitulada A Night With Whitney, tinha começado na Europa, e esperava-se que o concerto de 25 datas lucrasse milhões antes que a produção fosse interrompida devido à pandemia da COVID-19. Mas quanto é que Whitney foi capaz de movimentar financeiramente desde a sua morte e de onde viria o dinheiro?

VEJA TAMBÉM: Como Whitney Houston continua quebrando barreiras 8 anos após sua trágica morte?

Quando Whitney Houston morreu em fevereiro de 2012, a cantora estava em sérias dívidas que praticamente deixaram a sua filha Bobbi Kristina com pouco ou nada dos bens da sua mãe.

View this post on Instagram

Remembering Bobbi Kristina on her birthday.💜

A post shared by Whitney Houston (@whitneyhouston) on

Mas, como já vimos com estrelas como Michael Jackson quando um artista do calibre de Whitney morre, as suas vendas de música normalmente experimentam um aumento exponencial – e foi exatamente isso que aconteceu com a discografia de Houston. Muitas das canções de Houston, incluindo o seu sucesso de 2009, I Look To You, tinham entrado novamente no Top 10 do iTunes após a notícia da sua morte ter surgido.

I Will Always Love You, Queen of the Night, and Run To You, subiram ao topo das paradas em vários países, com as vendas do álbum a disparar à medida que o mundo se lembrava da série de hits clássicos de Whitney.

Mãe e filha encontradas na banheira

Em apenas três anos, os bens de Whitney tinham movimentado espantosos $20 milhões, e dado que a filha Bobbi Kristina era a única pessoa listada no testamento de Houston, ela acabaria por receber a soma total dos lucros aos poucos.

Quando Bobbi fez 21 anos, recebeu 10% do dinheiro da sua herança enquanto outra prestação estava agendada para ser entregue quando ela fizesse 25 anos, mas não ficou claro quanto ela receberia. Ainda assim, 10% de 20 milhões de dólares fez com que Bobbi embolsasse frescos 2 milhões de dólares.

View this post on Instagram

Remembering Bobbi Kristina.

A post shared by Whitney Houston (@whitneyhouston) on

Poucas semanas após a morte de Whitney, Bobbi participou duma entrevista exclusiva com Oprah Winfrey onde ela disse: “[A minha mãe] Ela está sempre comigo. O seu espírito é forte, é um espírito forte. Sinto-a passar por mim o tempo todo. Num momento posso estar feliz e a rir, mas depois ela vem sobre mim. É a minha mãe”.

Os fãs estavam preocupados com o fato de Bobbi ter colocado as mãos em tanto dinheiro, porque ela tinha lutado para lidar com a morte da sua mãe e estava alegadamente abusando de drogas como um mecanismo de sobrevivência, o que acabaria por levá-la à sua morte prematura em Julho de 2015 também numa banheira da mesma forma que a mãe.

Como é que o patrimônio da Whitney continua a ganhar tanto dinheiro?

Para além do aumento das vendas de música, a propriedade de Whitney Houston continua a ganhar muito dinheiro com seus negócios antigos no cinema, uma próxima turnê holográfica, e um novo álbum de canções inéditas que a cantora nunca chegou a compartilhar com os seus fãs.

Em 2019, o espetáculo An Evening with Whitney: The Whitney Houston Hologram Tour foi anunciado para começar em fevereiro de 2020. O concerto incluiu 25 espetáculos em toda a Europa e América do Norte, mas foi mais tarde adiado no meio da pandemia da COVID-19.

Enquanto novas datas ainda estão a ser trabalhadas, vale dizer que o espólio de Whitney Houston deverá ganhar milhões com o evento, que se esperava inicialmente estar concluído em outubro de 2020.

Numa declaração oficial, a presidente da instituição, Pat Houston, revelou: “Whitney não está connosco, mas a sua música viverá conosco para sempre. Sabemos que tomamos a decisão certa em parceria com a BASE, porque eles compreendem como é importante produzir um holograma fenomenal”.

Em 2017, a vida de Houston foi retratada num documentário, intitulado Whitney: Can I Be Me. O filme, realizado por Nick Broomfield, abordou a ascensão da cantora à fama, seu suposto caso lésbico, as suas lutas na fama, e a sua morte prematura. Acredita-se que o documento teria gerado outra generosa quantia em ganhos para os bens de Whitney.