gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

No calendário musical há três datas no ano para artistas faturarem alto: Carnaval, Festas Juninas e Festa do Peão de Barretos. Festa Junina já foi tirada de lista por causa da pandemia, Gusttavo Lima perdeu mais de 40 shows nesse período, e outros cantores também estão nessa lista.

Com as medidas de isolamento social, as as grandes festas juninas que agitam o Nordeste em junho e julho já foram canceladas. Haverá apenas lives, as versões virtuais dos eventos. São nessas festas juninas nordestinas, como as de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB), que sertanejos e forrozeiros faturam altíssimo. As duas festas juntas produzem mais de 25 mil empregos temporários, têm um público de mais de 5 milhões de pessoas só em junho, e fazem girar cerca de R$ 250 milhões.

Segundo fontes ligadas ao setor musical, diversos cantores perderam sua principal fonte de renda no ano com o cancelamento desses grande arraiais no Nordeste. De tempos em tempos são divulgados na imprensa, estimativas de cachê dos maiores cantores do país incluindo alguns dos maiores players do mercado como Gusttavo Lima, Safadão, Luan Santana e Marília Mendonça.

O assunto que gera muita curiosidade do público recentemente, ganhou informações dos veículos Movimento Country, R7 e SBT que recentemente divulgaram os valores dos cachês dos astros sertanejos nacionais. Os veículos apontam que pouca coisa mudou antes da crise da pandemia nos últimos três anos entre os 10 maiores cachês da música sertaneja.

Confira abaixo quem acabou perdendo mais na pandemia:

wesley safadao

Wesley Safadão

Com o seu “toque de midas” cearense, o cantor se tornou referência em hits no país! Todas as parcerias realizadas com o músico se tornaram sucesso nas rádios. Do forró ao sertanejo, o músico conquistou multidões e seguia fazendo shows pelo país cobrando a bagatela de R$ 500 a 600 mil. O músico que consegue lotar suas apresentações com mais de 3 horas de duração é detentor do segundo cachê mais alto atualmente no Brasil.

Vale lembrar que o músico tem o seu próprio festival musical Garota Vip e recentemente gravou seu novo DVD no evento. Atualmente ele disputa com Gusttavo Lima, o título de cachê solo mais caro do país, o que já rendeu rumores de uma rixas entre os músicos. O músico conversou recentemente com Leo Dias sobre como a crise afetou diretamente seus ganhos.

“Estou acostumado a fazer 20 shows por mês, hoje estou fazendo um, sem saber o que é que vou ganhar. Ninguém estava preparado para uma situação como esta, mas sei que vou ter que me adequar ao novo momento. Quando tudo voltar, não quero voltar da forma como vivia antes, em uma vida louca, sobe e desce”. Mesmo na crise, o Safadão decidiu inicialmente não desligar seus músicos, optando por reduzir os salários para conseguir arcar com os prejuízos nesse período de isolamento social.

Jorge e Mateus

A dupla Jorge e Mateus
A dupla Jorge e Mateus (FOTO: Reprodução)

Atualmente os músicos formam uma das duplas com o cachê mais caro do sertanejo brasileiro, com garantia de bilheterias e casas lotadas. O cachê chega a quase R$ 500 mil segundo o site Movimento Country. Colabora muito o fato da dupla ter o maior número de seguidores no YouTube, além de serem os mais ouvidos nas plataforma de streaming. Também são os artistas em dupla com o maior número de seguidores no Instagram além de ao lado de Marília Mendonça serem os artistas mais ouvidos da década no Spotify.

Zé Neto e Cristiano

ze neto cristiano
A dupla Zé Neto e Cristiano (FOTO: Reprodução)

Já o duo Zé Neto e Cristiano emplacou seu cachê no topo das duplas mais caras do país. Antes da pandemia, o cachê estimado da dupla ficava entre R$300 mil e R$350 mil segundo informações do jornalista Leo Dias e da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru. Mais recentemente a jornalista Keila Jimenez do R7 apontou um valor ainda maior: Zé Neto e Cristiano faturavam R$ 550 mil por show antes da pandemia e também perderam mais de 20 shows nesta época de festas juninas.

Henrique & Juliano

Henrique e Juliano
A dupla Henrique e Juliano (FOTO: Reprodução)

A dupla por trás dos hits “O Céu Explica Tudo”, “Vidinha de Balada” e “Aquela Pessoa” com frequência apresenta recordes de público pelas cidades onde passa Brasil afora. Segundo o programa Fofocalizando, o cachê da dupla está orçado em R$340 mil.

Marília Mendonça

marilia
A cantora goiana Marilia Mendonça (FOTO: Reprodução)

A goiana segue como o maior nome feminino da música sertaneja. Ela já cantou em parceria com inúmeros astros sertanejos, e a lista continua aumentando. O cachê estimado da goiana é de R$350 mil segundo dados da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru mas a cantora já chegou a fazer shows por R$300 mil. Com informações recentes (extra-oficiais) de uma suposta demissão de sua equipe de funcionários, Marília e também Simone e Simaria teriam perdido mais de 15 shows nessa temporada de Festas Juninas. 

Gusttavo Lima

gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Divulgação)

Após se tornar um dos músicos mais lucrativos da história da música brasileira, desconfiava-se que 2020 poderia ser um ano ainda melhor para Gusttavo Lima. Porém mesmo após o sucesso milionário atingido por ele nos anos de 2018 e 2019 consecutivamente, o sertanejo seguia galgando novos patamares na carreira. Bem, pelo menos antes da crise.

Nos últimos tempos, Gusttavo passou a se destacar como o sertanejo mais tocado nas plataformas de streaming como Spotify, Deezer e YouTube. Além de tal façanha, o marido de Andressa Suita obteve o maior cachê sertanejo no ano passado. Avaliado em valores próximos de R$700 mil a R$800 mil reais, os preços para contratação do show do músico só ficam atrás do cachê do show “Amigos”, que iria finalizar sua temporada neste ano.

Atualmente ele disputa com Wesley Safadão, o título de cachê solo mais caro do país, o que rendeu rumores de uma possível briga entre os músicos. Somente nesta fase de festividades juninas, Gusttavo Lima teria perdido mais de 40 shows no período. O que compensa pro músico são os valores de suas lives. O mineiro, que já fez três lives durante o isolamento social e tem as maiores cotas de patrocínio preenchida, segundo Jornal Metropolis chegou a embolsar mais de R$ 3 milhões só na sua última live.

Os patrocínios para a live de Gusttavo variam de R$ 400 mil a R$ 1 milhão. Só na transmissão de sua ultima live dia 22 de maio, três marcas pagaram o valor máximo para terem seus logos estampados durante o evento ao vivo.

Luan Santana

luan santana
O cantor sul-mato-grossense Luan Santana (FOTO: Reprodução)

O cantor de “Quando a Bad Bater” que recentemente lançou seu novo DVD e foi o intérprete da canção mais tocada nas rádios, tem cachê variando de R$ 250 mil a R$ 300 mil, segundo informação do Extra/Globo. O jovem artista de 28 anos é um dos cantores solo com os valores mais altos por show e costuma atrair multidões por onde passa. Vale lembrar que no próximo dia dos namorados Luan, seria o primeiro artista do país a fazer uma live na quarentena num estádio de futebol mas, acabou abortando a ideia e optando por fazer algo mais simples, intimista e mais próximo da realidade dos brasileiros.

Simone e Simaria

simone e simaria
A dupla baiana Simone e Simaria (FOTO: Reprodução)

As irmãs e juradas do The Voice Kids conquistaram todo o Brasil, desde que explodiram no mercado nacional em 2017 e chegaram a cobrar R$470 mil por show (segundo o Diário do Nordeste). As coleguinhas lançaram recentemente o projeto “Aperte o Play”, que marca a volta de Simaria aos palcos e está repleto de participações especiais.

Segundo o jornal O POVO, antes mesmo da crise do cornavírus, as cantoras tinham reduzirdo em cerca de 40% do cachê em seu retorno numa comparação com os valores cobrados em 2018, quando ainda estavam estouradas e chegaram a cobrar R$300 mil por apresentação. Antes da pandemia, o cachê das baianas estava na casa dos R$200 mil antes da pandemia.

Maiara e Maraísa

As irmãs Maiara e Maraísa (FOTO: Reprodução)
As irmãs Maiara e Maraísa (FOTO: Reprodução)

Considerada a dupla das rainhas do feminejo, as irmãs seguem no ranking das mais tocadas nas rádios de todo o Brasil. O cachê das cantoras e apresentadoras do Só Toca Top pode chegar a R$300 mil mas são negociáveis.

Paula Fernandes

paula fernandes
A cantora mineira Paula Fernandes (FOTO: Reprodução)

Após rumores de queda nos valores do cachê, um show de Paula Fernandes varia entre R$ 250 mil e R$120 mil segundo o site Movimento Country e o jornal Extra.