Dupla Rick & Renner mergulha em modão clássico em single de retomada

Rick e Renner, Ivan Lins, Maria Pérola, Marina Lima e mais na coluna deste sábado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Três anos após retomar as atividades, superando dissolução ruidosa e midiática, Rick & Renner disponibilizou na última sexta-feira, 16, Bebo primeiro single inédito dos artistas desde a turnê revisionista Seguir em Frente que marcou o retorno da dupla ao mercado fonográfico.

Clássico modão sobre as dores afogadas na bebida, Bebo é bom single que resgata as raízes dos artistas sem sucumbir à roda viva do mercado sertanejo dominado pelo universitário e suas ramificações. Ouça abaixo:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

45 anos de cumplicidade

Gravado em 2018 no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, o show que reuniu os amigos de longa data Ivan Lins e Gilson Peranzzetta com a Orquestra Ouro Preto chega ao online a partir de hoje, 17, às 20h30. O espetáculo fez parte da turnê Cumplicidade, que reuniu os músicos em cena com um repertório recheado de sucessos.

Transmitido no canal oficial da Orquestra Ouro Preto dentro da série Clássicos OOP, o show conta com obras como Vitoriosa (1986), Vieste (1987) e o megahit Madalena (1971) em novos arranjos assinados por Peranzzetta. A regência ficou a cargo do maestro Rodrigo Toffolo.

Falando em Perenzzetta…

O músico carioca já é velho conhecido da série exibida no canal da Orquestra Ouro Preto. Em 2016, o músico acompanhou o também carioca Edu Lobo em espetáculo na Sala Minas Gerais, também em Belo Horizonte. A apresentação fez parte da turnê de divulgação do álbum dividido pelos músicos com o saxofonista, flautista e arranjador Mauro Senise. Estão lá canções como Beatriz (1983) e A Bela e a Fera (1983). O registro está disponível no canal desde 03 de abril. Não dá pra perder!

Olhos de Mel

As artes plásticas e a música se fundem no clipe de Honey Eyes, quarto single do vindouro álbum de estreia do jovem cantor e compositor paulista Rob Miranda. Narrando as reflexões acerca das chances perdidas de um grande amor, o clipe conta com a direção de Fábio Miranda. Com lançamento agendado para o final do primeiro semestre deste 2021, o álbum Wake Up and Dream será produzido pelo DJ Duh Balbino.

Corra e olhe a Pérola

Cantora e compositora pernambucana radicada em São Paulo, Maria Pérola vem há cerca de seis semanas realizando lives dominicais em seu perfil oficial no Instagram dedicadas aos repertórios de nomes como Belchior (1946-2017), Zé Ramalho e Alceu Valença, entre outros. Neste domingo, a artista se debruça sobre o repertório doído do sambista Cartola (1908-1980).

Agendado para às 19h, o show conta com clássicos como O Mundo é um Moinho (1976), As Rosas não Falam (1974), Corra e Olhe o Céu (1974) e O Sol Nascerá (A Sorrir) (1974). A transmissão é gratuita.

Uma por mês

A banda paulista Eu, Trovador arquiteta para até o final deste ano o lançamento de um single inédito por mês. O grupo acaba de lançar o clipe oficial do último trabalho, Elo (Guga Fernandes/ Íris Dresch). Registrado em plano sequência com inspiração em clipes de nomes como Skank, Taylor Swift e as Spice Girls.

Disponível desde o último dia 14 no canal oficial da banda no YouTube, Elo solidifica a relação dos três componentes do conjunto formado por Fernandes ao lado de Juliano Valle e Diego Jean Vicente. 

Embora não esteja nos planos um novo disco, o lançamento de Elo e o anúncio de novos singles pode solidificar o caminho para o próximo álbum do grupo, o sucessor do EP E,T de Verão. Quem viver…

Eles sabem dançar

Marina Lima participou na madrugada de sexta-feira para sábado da live do cantor Filipe Catto. A dupla cantou Não sei Dançar, canção composta por Alvin L. e gravada por Marina em 1991 em disco de virada estilística em sua obra fonográfica.

Em post nas redes sociais, Catto celebrou o dueto com a artista. “Marina é um farol gigante do futuro, há décadas acesa em uma obra que fala por si só. Revela a verdadeira elegância do Brasil na elaboração e provocação que pauta cada uma de suas canções. A consciência de sua postura e de suas ideias atravessam os anos. É uma ARTISTA de todas as épocas, indomável, curiosa, iluminada”, escreveu o artista.

Catto vem realizando semanalmente uma série de lives nas quais percorre repertório eclético. Intitulado Love Catto Live Deluxe, o projeto pode render ainda material fonográfico para o futuro. Ouça abaixo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio