O cantor e compositor norte-americano Marilyn Manson (FOTO: Reprodução)

José Norberto Flesch

Marilyn Manson é demitido de gravadora após relatos de abuso de Evan Rachel Wood

A gravadora Loma Vista Recordings resolveu demitir o vocalista Marilyn Manson depois que sua antiga noiva, a atriz Evan Rachel Wood (da série Westworld), lhe acusou de abuso sexual. A informação foi confirmada por um representante da empresa, numa declaração ao site da revista Variety.

Ciente das alegações perturbadoras de Evan Rachel Wood e outras mulheres citando Marilyn Manson como um agressor, a Loma Vista deixará de promover seu álbum atual (‘We Are Chaos’), com efeito imediato. Devido a estes desenvolvimentos preocupantes, também decidimos não trabalhar com Marilyn Manson em quaisquer projetos futuros”, afirmou o assessor da Loma Vista Recordings.

O músico já tinha trabalhado com a gravadora em seus dois últimos discos: “Heaven Upside Down”, lançado em 2017, e “We Are Chaos”, divulgado em 2020.

Continua depois da publicidade

Manson – cujo nome verdadeiro é Brian Warner – é 18 anos mais velho que a atriz e eles se conheceram quando ela tinha 18 anos de idade. Os dois ficaram noivos em janeiro de 2010, após viverem um romance durante três anos, mas cancelaram o noivado meses depois, em agosto de 2010.

Saiba mais sobre os relatos de abuso clicando abaixo:

Conteúdo patrocinado