Mesmo com final capenga, Ludmilla e Dennis ousam em funk eletrônico criativo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apostando no frescor do filão de funk eletrônico, Ludmilla e Dennis DJ se uniram com o novo prodígio do rap, o cantor Xamã no single “Deixa de Onda”. O músico novato, aliás, conseguiu juntar beldades como Marília Mendonça, Agnes Nunes e Luisa Sonza, em seu álbum conceitual Zodíaco. Então chega a ser curioso vê-lo rimando “bóque” (gíria pra sexo oral) com “what a fuck” em uma das rimas mais bizarras do cancioneiro recente. Seguindo a tendência bem sucedida de hits como “Oh Juliana” e “Rave dos Fluxos”, a caprichada faixa funkeada já alcançou mais de um milhão e 200 mil views em seu clipe no Youtube.

O hit, aliás, é uma das marcas desta fase mais “saidinha” do pop nacional onde palavrões são melhor assimilados e onde somente, uma intérprete de posicionamentos mais francos, como Ludmilla, poderia pronunciá-los de maneira autêntica. Se os sintetizadores já revolucionaram o rock e o pop mundiais ainda nas décadas de 70 e 80 chegou a hora do trintão Senhor Funk Carioca se apropriar dos famosos synths. E através de uma das principais testemunhas do crescimento do funk: ninguém menos Dennison de Lima Gomes ou somente Dennis. Um dos pais do gênero carioca.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio