Demi Lovato
A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

Demi Lovato tem usado a sua fase em recuperação, para traduzir a experiência em poderosas músicas. Segundo o site Hollywood Life, a cantora está se sentindo bem e inspirada em criar novas composições.

“A quase morte de Demi já inspirou todos os tipos de novas músicas”, afirma uma fonte ao site. “Ela está muito melhor e está canalizando sua energia de uma forma positiva.”

“As coisas eram muito pior do que seus fãs percebiam… Ela realmente esteve perto de morrer. Demi está pegando essa segunda chance de vida e usando para escrever algumas das suas letras mais fortes e emocionantes de sua carreira.”

VEJA TAMBÉM: Invasor de show de Beyoncé e Jay-Z é indiciado por lesão corporal

“Ela espera não passar por algo como isso de novo, mas ela sente que está trabalhando nela mesma e em sua saúde novamente e também é importante falar sobre seus sentimentos. Demi espera que seus fãs aprendam com seu episódio de quase morte e que eles possam crescer a partir das experiências dela também.”

“Demi espera que ela possa salvar ao menos uma outra vida com sua nova música. Ela acha que se ela puder inspirar um fã a pensar duas vezes sobre suas decisões ou se ela puder mudar a cabeça de uma pessoa que também está sofrendo com vícios, então toda a sua experiência horrível valeu a pena”, afirmou a fonte ao site Hollywood Life.

Demi Lovato não deve retomar a carreira tão cedo afirma site

Após a repercussão da entrevista com o avô de Demi Lovato, o site Radar Online publicou mais detalhes sobre o tratamento de reabilitação da cantora. A artista segue internada  numa clínica no estado do Arizona e tem saído de lá frequentemente para se encontrar com um especialista em saúde mental que reside em Chicago. Dianna Hart, a mãe da cantora tem acompanhado a artista nas viagens. “Demi está cooperando e fazendo tudo que dizem para ela fazer. Por ora, ela cortou contato com todos, exceto sua família mais próxima e [seu ex-namorado] Wilmer Valderrama. Ela não voltará aos holofotes tão cedo”, afirmou uma fonte do veículo.

As viagens ao estado de Chicago como se sabe tem uma função que vão além do problema de dependência química de Demi Lovato. Vale lembrar que a cantora sofre de outras questões, como bipolaridade. “Ela não está dependendo apenas da reabilitação para drogas, porque realmente acredita que seus problemas resultam de sua necessidade de se automedicar com álcool e drogas para sua depressão”, afirma a tal fonte. A artista sempre foi muito franca sobre todos os problemas de saúde que enfrentou na carreira.

Numa entrevista recente à revista People, a cantora e amiga Iggy Azalea também comentou o momento difícil da artista norte-americana. “Ela precisa de sua privacidade, e essa é a corda bamba para ela caminhar, porque ela é muito vulnerável e honesta. Ela toca muitas pessoas com sua honestidade e sua abertura [sobre seus problemas], então não sei como ela continuará isso. Eu sei que ela encontrará um jeito de dividir sua história e transformar isso em algo positivo para as outras pessoas”, opinou.

Já o avô da cantora, Jaime De La Garza, de 82 anos, revelou que torce para que Demi fique bem logo mas que acha que o melhor a ser feito é que ela abandone a carreira na indústria musical. “Tenho rezado por ela! Eu gostaria que Demi parasse com a carreira e voltasse para cá [no Texas] antes que seja tarde demais. Hollywood não é nada além de uma bagunça horrível!”, declarou, “eu agradeço por minha mulher não estar mais aqui para ver o que aconteceu com nossa neta”.