iron maiden
Banda Iron Maiden (Foto: Reprodução)

A direção do próximo Rock in Rio deseja que grande parte dos seus frequentadores esteja vacinada contra a Covid-19. A produção do evento diz que a segurança do público é a prioridade e que segue rigorosamente todas as orientações dos órgãos competentes. A equipe do evento trabalha para que o Rock in Rio seja realizado quando 50% da população estiver vacinada.

A decisão segue tendência norte-americana. No mês passado, Joe Berchtold, presidente da Live Nation, estimou para o verão norte-americano de 2021 (período que vai de 21 de junho a 23 de setembro) o regresso dos shows ao ar livre. A melhoria das perspectivas deve-se, sem dúvida, à notícia de que duas vacinas que combatem o coronavírus – uma da Pfizer e BioNTech, outra da Moderna – já estão no bom caminho para inocular grandes grupos de pessoas em todo o mundo.

Bruce Dickinson: "o show no Rock in Rio foi um dos piores da turnê" - IRON  MAIDEN 666 - BRASIL
Show do Iron Maiden no Rock In Rio 2019 (FOTO: Reprodução/Iron Maiden 666)

VEJA MAIS: Marília Mendonça faz desabafo e diz: “Preciso voltar a ser cantora”

A Live Nation foi responsável por turnês mundiais de U2, Madonna e Shakira, entre outros grandes artistas, e é sócia do Rock in Rio.

Mesmo com foco na espera dos 50% vacinados, o festival brasileiro mantém oficialmente as datas inicialmente previstas para a realização da edição 2021: 24, 25, 26 e 30/9; 1, 2 e 3/10. A banda Iron Maiden foi anunciada como headliner da noite de abertura. Mas este colunista recebeu a informação de que o evento será adiado para o final do ano.