Eduardo Costa
O cantor mineiro Eduardo Costa (FOTO: Reprodução)

COLUNA DROPS

Fernando Berenguel

Após se manifestar a favor de Jair Bolsonaro diversas vezes nos últimos anos, o cantor Eduardo Costa não tocou muito no assunto neste período das eleições realizadas no último domingo (dia 15). Se no pleito 2018, o cantor ao lado de Gusttavo Lima, Bruno Marrone e Zé Neto e Cristiano, se tornou um dos principais porta-vozes do bolsonarismo no mundo da música, neste ano o apoio veio de maneira muito mais discreta.

E em relação aos candidatos a vereadores e prefeitos indicados por Jair Bolsonaro, nenhum sertanejo se manifestou nominalmente a favor de figuras com imagens vinculadas ao bolsonarismo. Não houve qualquer menção nas redes sociais dos sertanejos ao pastor Crivella, Celso Russomanno, Carlos Bolsonaro ou ainda para Wal do Açaí, por exemplo, figuras que foram apoiadas diretamente por Jair Bolsonaro.

Na verdade, pouco antes das eleições, Zezé Di Camargo foi o único sertanejo que continuou apoiando de maneira mais contundente, o presidente em meio aos escândalos de interferência do governo bolsonarista na Polícia Federal. Foi o único dos seus colegas que saiu em defesa do presidente em meio à crise do governo federal. Já nestas últimas semanas de eleição, contudo, o irmão de Luciano optou pelo silêncio. Outros que não se manifestaram nestas eleições, foram os músicos Zé Neto e Cristiano que teriam chegado a receber ameaças de morte após declarar apoio a Jair Bolsonaro nas votações presidenciais 2018.

O silêncio de muitos sertanejos sobre o presidente ocorre num momento em que Jair Bolsonaro, segundo aponta matéria da Folha de São Paulo, enfrenta altos índices de rejeição com números chegando a 50% na cidade de São Paulo, onde o candidato do presidente, Celso Russomanno, quase amargou um quinto lugar na votação para prefeitura da cidade mais importante do país.

Dos nomes citados somente Eduardo Costa citou nominalmente Jair Bolsonaro no período eleitoral. A menção ocorreu rapidamente numa entrevista para Leo Dias, onde o músico comentou que se transformou bastante na quarentena e que não pretende mais expor sua preferência política em redes sociais. No início do período do isolamento social, o músico mineiro, vale lembrar, chegou a compartilhar supostas fake news sobre a necessidade da quarentena na pandemia. Agora, numa entrevista para o UOL, Eduardo pareceu ser um outro cantor, ao abandonar um posicionamento mais negacionista e revelar que não concorda com shows presenciais neste ano além de ter esperanças pela vacina do novo coronavírus em 2021.

Se em 2018, Eduardo Costa chegou a se encontrar com o filho do presidente e também com o próprio, Jair Bolsonaro, que chegou a chorar no encontro ao relembrar sua facada, nesta fase eleitoral Eduardo Costa não foi visto em nenhum momento com qualquer figura pública associada ao bolsonarismo.

Importante lembrar que em agosto, o mineiro revelou ter se arrependido ao ter apoiado Jair Bolsonaro com tanta veemência nas redes sociais: “Aprendi que nós não devemos ser pessoas extremistas. Quando você entra no meio político, e é extremo, você é um bobo. Nós precisamos ser pessoas equilibradas e eu fui um desequilibrado naquele momento. Todas as pancadas serviram de aprendizado”.

Já Gusttavo Lima, que chegou a se manifestar a favor da cloroquina, foi o único que teria chegado a se encontrar com figuras diretamente atreladas ao bolsonarismo nos últimos tempos. Mesmo assim, não houve qualquer menção aos candidatos ao pleito eleitoral de 2020 nas suas redes sociais.

Em outubro, o sertanejo fez um polêmico show junto de Bruno (da dupla com Marrone) em local fechado, onde esteve presente o  secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fábio Wajngarten. E já em março, o cantor compartilhou uma selfie enquanto curtia uma festa íntima na piscina de sua mansão ao lado de Jair Renan (filho do presidente). No registro, feito nas primeiras semanas da pandemia, o músico aparece acompanhado do jovem estudante de Direito e herdeiro de Bolsonaro.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é gusttavo-lima-se-diverte-em-dia-de-piscina-com-filho-de-jair-bolsonaro-1226824.jpg
(FOTO: Reprodução)

Embora tenha elogiado o governo Bolsonaro em agosto, no período eleitoral, não houve qualquer apoio mais direto de Gusttavo Lima às pautas defendidas pelo presidente. A questão do armamento da população, por exemplo, pauta endossada por Gusttavo Lima nas eleições 2018 não foi citada pelo cantor nesta votação de 2020. O músico, porém chegou a protestar pedindo pela volta dos shows na pandemia. Portanto, se Bolsonaro pôde contar com apoio forte dos sertanejos em torno do seu nome em 2018, o mesmo ficou longe de ocorrer com os candidatos apoiados pelo presidente nestas eleições. Resta saber o que vai rolar nas votações de 2022 e como a popularidade de Jair Bolsonaro estará até lá.

CARREIRA DE CANTOR

Após ser um dos jogadores de futebol mais conhecidos do país e do mundo – a ponto de ser citado por Drake em uma música -, Ronaldinho Gaúcho irá se aventurar no mundo da música.

O ex-futebolista brasileiro Ronaldinho Gaúcho (FOTO: Reprodução)

Se jogando no trap, ele se juntou com Recayd Mob para gravar o videoclipe de uma música que ainda será lançada. Segundo o Portal Rap Mais, a faixa intitulada “Tropa Do Bruxo” será a primeira de uma série de lançamentos e deve ser lançada em breve. Confira um vídeo que mostra a gravação do que provavelmente já é o clipe da canção, onde o jogador aparece arriscando uns movimentos com a bola de futebol.

PERDEU O REINADO

Após semanas no topo da liderança das estações FM do país, dados da Connect Mix apontam que Eduardo Costa perdeu seu reinado radiofônico. O hit “Pulei na Piscina” de Guilherme e Benuto, superou nesta semana, a faixa “Ainda Tô Aí” do sertanejo mineiro e se tornou a música mais tocadas nas rádios FM.

A diferença de execuções entre as duas faixas foi de aproximadamente 300 plays e ainda no pódio, Luan Santana surge em terceiro lugar com o hit “Asas”. Outro detalhe que chama atenção no Top 10 é a presença dupla de Gusttavo Lima com os hits “Café e Amor” e “De Menina Pra Mulher”.

DUPLA REVELAÇÃO

IMG_9472.jpg

Recém-formada, a dupla Davi e Thiago, composta por irmãos, vem emplacando um hit atrás do outro. Após lançarem “A Cada Cleck” e atingirem em poucos dias, a incrível marca de 1 milhão de visualizações, na semana passada eles apresentaram ao público “Daqui Pra Frente É Só Pra Trás”, que já alcança os 500 mil acessos, em apenas dois dias. No entanto, eles não param. Amanhã chega ao YouTube o clipe de “Filho do Caseiro”, às 11h e já na quinta-feira (19), o audiovisual de “Eu Prefiro”, no mesmo horário.

Empolgados com o inicio de uma trajetória que promete, eles comemoram. “Começamos com o pé direito, de forma muito especial. Em nosso primeiro projeto já trouxemos grandes canções e parceiros, como Wesley Safadão e Matheus e Kauan. E receber tanto carinho nos mostra que estamos no caminho certo, isso não tem preço. Tem muita moda boa por vir e com certeza, músicas que irão embalar a vida e o romance de todo o país”, declara Davi.

GUARDIÃ DO CRIVELLA

Se as pesquisas virtuais e eleitorais se confirmarem os próximos tempos serão difíceis para a espontânea Jojo Todynho. Nas últimas semanas, a enquete UOL vem apontando o favoritismo de Biel na preferência dos votantes da Fazenda.

Além da possível derrota para o cantor na competição televisiva, a funkeira tem grandes chances de sair do reality e ver o pastor Crivella vencido nas eleições municipais após o rival Eduardo Paes liderar em 90% das zonas eleitorais do Rio de Janeiro.

Vai ser no mínimo curiosa, a reação de Jojo Todynho, que chegou a fazer propaganda para a prefeitura de Crivella, ao possivelmente perder a Fazenda e logo depois, ver seu candidato a prefeito do Rio derrotado. Será que rola de alguém filmar a reação da carismática funkeira?

Jojotodynho Fazendinha GIF - Jojotodynho Fazendinha GIFs

VOU FICANDO POR AQUI!

ATÉ AMANHà

Fernando Berenguel

(Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha e opinião do site e do portal UOL)