ludmilla
A cantora fluminense Ludmilla (FOTO: Reprodução)

COLUNA DROPS

(Por Fernando Berenguel)

Convidado para integrar a próxima edição do The Voice 60+, o rapper Emicida chegou a ser confirmado no painel de jurados. Após anunciar que não conseguiria conciliar sua agenda que entre tantos compromissos que incluem o Papo de Segunda no GNT, o desenvolvimento de um novo programa no canal, e olha só, sua mais nova parceria com Ivete Sangalo, em poucas horas foi anunciada a substituta Ludmilla.

Após estrear como apresentadora no Só TocaTop de Verão em janeiro, ao lado de Mumuzinho (irmão de Baixada Fluminense), Lud e seu parceiro de dupla foram “promovidos” ao júri do novo formato da principal competição musical da Rede Globo. A julgar pela audiência que segue em queda livre, são mais do que urgentes as mudanças tanto na estrutura dos selecionados quanto nos nomes do júri (peça essencial do formato).

Sobre a escalação de Ludmilla ainda em janeiro no programa da Rede Globo cabe a pergunta: cantando desde os 8 anos de idade, e fazendo sucesso na mídia desde 2014, esta devida ascensão da principal funkeira negra do país não era para ter acontecido antes? O que dizer de tantas cantoras que surgiram depois de Lud com uma repercussão as vezes até menor e que já ocuparam um espaço de poder na televisão? Importante destacar que Ludmilla tem um dos repertórios mais bem produzidos dentro do funk além de uma presença de palco mais marcante que várias das suas colegas de funk.

Quando foi anunciada sua estreia no vespertino da Rede Globo no começo do ano, Ludmilla mandou a letra sobre o que significava sua escalação no programa: “É muito importante a gente usar o nosso lugar de fala, o nosso trabalho, para servir de inspiração para alguém. Negra e moradora da Baixada, eu só fui encontrar fora do meu país uma referência para o meu sonho de ser cantora, ter uma banda e um balé. Beyoncé sempre foi o meu espelho” — disse Ludmilla, acrescentando ao jornal Extra: “É necessário que as crianças e os jovens negros e pobres do Brasil saibam que eles também podem chegar lá”.

HÁ POUCO TEMPO…

Ao vencer o BBB20, a médica negra anestesiologista Thelma Assis foi homenageada por Taís Araújo que parafraseou a ativista norte-americana com uma frase que era algo como: “Quando a mulher negra se movimenta, toda sociedade se movimenta com ela”. A mensagem inclusive foi curtida por Viola Davis nas redes. A resposta com Ludmilla no The Voice pode indicar realmente que os tempos estão mudando.

CADÊ CARDI?

Após o tímido remix de Verdinha com Nicky Jam, seria legal que a gravadora de Lud, indicasse aos fãs há quantas andam aquelas sessões em estúdio que a rapper Cardu B fez com a Ludmilla já há muitos meses atrás. Sai o ano que vem? Vai ser realmente produzida pelo DJ Rennan da Penha? Estão esperando a Coronavac?

Ludmilla grava com Cardi B em Nova York: 'Madrugada mais feliz da minha  vida' | Rock in Rio 2019 | G1
(FOTO: Reprodução)

TURNÊ DE LASER

Sem qualquer ironia ou brincadeira, assessor entrou em contato comigo informando que seu DJ, um dos mais respeitados do país, fará uma performance de luzes e lasers por Porto Alegre (01/11), passando na sequência por Florianópolis (02/11), Rio de Janeiro (04/11), Belo Horizonte (05/11), Brasília (07/11), Goiânia (08/11), Salvador (10/11), Recife (12/11) e Manaus (14/11). Se você vir os céus iluminados por algum destes lugares, cuidado, não é chuva de meteoro. Fica o aviso.

EX-THE VOICE NA ÁREA!

(FOTO: Reprodução)

A ex-participante do The Voice, a artista Day lançou nesta quinta (dia 29) em parceria com WEKS seu mais novo single intitulado “Absurdo”. A faixa faz parte do projeto solo de Daniel Weksler que conta apenas com mulheres no vocal. Na première de estreia, o lançamento ficou entre os 3 assuntos mais comentados no Treding Topics do Twitter com OLHA ESSE ABSURDO.

O single, “Absurdo”, de WEKS feat. Day, nasceu da paixão em comum com sonoridades que flutuam do eletrônico ao orgânico. “Compus uma base e pensei na Day para a voz, de primeira não bateu, mas ela me mostrou uma segunda composição na linha indie meets beats do The Neighbourhood e o resultado foi esse Absurdo! ”, completa WEKS. O single é um lançamento da Art Intel Music e foi co-produzida por Lucas Medina.

FORA DA CASINHA

O bonitão capixaba Silva, uma das revelações do samba dos últimos anos, lançou um caprichado clipe em plano-sequência onde o músico aparece fora de uma casa “dando um pé na bunda” em um rapagão atraente e malhado.

Mesmo tendo anunciado recentemente o término de um relacionamento e também sua entrada na rede social picante OnlyFans, chama atenção que apesar de todo talento, Silva não consegue repercutir tanto em rodinhas de conversas por aí nem entre seus pares. Sei lá talvez falte ser mais “fora da casinha”. Vamos esperar pelas fotos e vídeos no OnlyFans.

Então é isso! Vou ficando por aqui… SEXTOU!

Um ótimo feriadão pra você 🙂

Por Fernando Berenguel

(Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha e opinião do site e do portal UOL)