suel
O músico Suel (FOTO: Reprodução)

Suel ganhou fama e fez seu nome graças ao ImaginaSamba, mas em 2019 sentiu a necessidade de voar mais alto e lançar-se em carreira solo. O cantor estreou o seu primeiro álbum solo de nome “Status” no primeiro semestre do ano e de lá pra cá não parou.

Com 11 faixas, o disco traz participações de Luísa Sonza, Ferrugem e Mumuzinho. “Amor de Amante” foi o último single de trabalho do álbum que conta com 700 mil streams no Spotify.

Suel conta que para 2020 pretende continuar inovando com parcerias inusitadas e em entrevista ao Observatório de Música nos revelou como vem sido recebido pelos fãs do extinto ImaginaSamba. Confira:

Suel em 2019 você decidiu lançar-se na carreira solo e estreou seu primeiro álbum de estúdio. Como foi tudo isso para você

“Foi algo muito bom e diferente. Já tinha algumas músicas guardadas, preparamos o álbum com muito carinho. Estava muito ansioso pelo retorno do público que foi incrível, tive total apoio dos meus fãs e isso foi muito importante para mim”.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Você mantém contato com os meninos do ImaginaSamba?

“Somos amigos, mas com a correria das agendas acabamos não nos falando muito”.

Hoje, você ainda se considera um cantor de samba ou está apto a beber de outras fontes? Seu album de estreia por exemplo possui um dueto com a cantora pop Luisa Sonza… como foi a recepção dos seus fãs?

“Eu me considero cantor. Samba é o que eu amo e minha raiz, mas gosto de ter essa liberdade e transitar por outros gêneros”.

Você lançaria um feat. com alguém do funk como por exemplo a cantora Pabllo Vittar ou arriscaria num sertanejo com Simone e Simaria?

Claro! Quero transitar por todos os gêneros, fazer música com diversos artistas”.

O que é que você já tem programado para o ano de 2020 e pode nos adiantar?

“Por enquanto não posso contar nada, mas estamos preparando muitas coisas legais para o próximo ano”.