Simaria comenta ensaio fotográfico com os filhos e sucesso do hit “Foi Pá Pum”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de uma rápida passagem pelo México no final de 2020, Simaria aproveitou para realizar um ensaio fotográfico com os filhos, Giovanna e Pawel, de 8 e 5 anos. Ao Observatório de Música ela contou novidades da carreira bem-sucedida que tem ao lado da irmã Simone, grávida de Zaya. As cantoras celebram os números do “Debaixo do meu telhado”, que conta com Bruno e Marrone e Dilsinho. O EP produzido em 15 dias já alcançou mais de 100 milhões de acessos e terá um segundo volume em 29 de janeiro! Os fãs vão poder conferir mais três músicas inéditas, entre elas “Carro do Ovo”, em parceria com o amigo e cantor, Tierry.

Ainda sobre o volume I, o clipe “Foi Pá Pum” ultrapassou 60 milhões de views, em apenas um mês. Das quatro faixas já lançadas, o projeto passou de 80 milhões de visualizações. No Spotify, já são mais de 15 milhões de plays! Com repertório popular. Nas rádios, a canção “Foi Pá Pum” figura entre as músicas mais executadas. Na terra das novelas dramáticas, a dupla gravou com o astro colombiano Sebastian Yatra a canção “Não Chores Mais”. E Simaria não é fã de novelas não, mas de muitos desenhos, filmes e séries.   

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira!

O que te motivou a fazer o ensaio?

Fiz um ensaio com os meus filhos para representar o ano de 2020. Estamos ainda mais unidos, neste momento que não está sendo fácil para ninguém. Eles me deram ainda mais força.

Como foram os bastidores?

As fotos foram feitas em casa mesmo, só com as pessoas necessárias para realização desse ensaio.

Como é a Simaria como mãe? Rígida, brincalhona…

Ah, sou um pouco de cada. Nas horas que precisamos chamar a atenção, ser rígida, eu sou. Mas, lógico que eu gosto bem mais de ser brincalhona. Risos

O que mais se recorda da sua infância?

Tivemos uma infância muito simples, tenho tantas lembranças… mas, os momentos que mais recordo me recordo é do meu pai, os dos concursos de calouros, em que participamos quando pequenas.

Como foi sua ida ao México? Teve tempo p/ curtir, conhecer algo?

Foi ótima. Fomos a trabalho para gravar um clipe, mas consegui aproveitar um dia lá sim. Foi corrida a viagem, mas foi incrível.

Algum fã te reconheceu por lá?

Sim, sempre encontramos fãs espalhados pelo mundo. É muito bom todo esse reconhecimento.

É fã de novelas mexicanas?

Sinceramente, não assisto muita novelas… risos.

Como o isolamento tem mexido com você? Algo que passou a valorizar mais, algo que deixou de fazer por achar que não era legal…

Acredito que esse momento nos fez refletir muito na vida, a valorizar ainda mais as pessoas que amamos e as coisas que realmente importam. Nunca tínhamos passado tanto tempo em casa, ao lado dos nossos familiares… durante esse período pude fazer coisas que há tempos não conseguia, como cozinhar para meus filhos, ajudar nos afazeres da escola…

E sobre o novo DVD. O que o público pode esperar dele? Recordes nas redes sócias e plataformas… Qual é a receita? Como tem sido o retorno do público?

“Debaixo do meu telhado” é um projeto lindo, que foi planejado em 15 dias. O DVD ficou lindo, com um repertorio bem popular. Tem desde modão, a piseiro… Inclusive, nossa música de trabalho “Foi Pá Pum” já está com mais de 50 milhões de visualizações e entre as mais executadas. Estamos extremamente felizes com o retorno do público.

O que passa na sua TV, dicas de séries, filmes, etc?

Passa muito desenho, séries, também gosto de assistir muito documentário. Um desenho que amamos aqui em casa é “Viva – A vida é uma festa”. É incrível, assistam!

Como é contar com tantas participações em seus DVDs? É um privilégio, bate uma emoção, nervosismo?

Somos abençoadas por termos tantos parceiros. Quando entrei em contato com cada uma das participações, na hora eles toparam. Fiquei tão feliz. Inclusive, Bruno e Marrone já é a segunda vez que gravamos com eles.

Qual é a importância de seguir com trabalhos num momento como este?

Como diz o ditado “O trabalho enobrece o homem”. Sentimos muita falta de fazer o que amamos, de estar nos palcos e próximos aos nossos fãs. Então, lançar esse trabalho nos ajuda a estar mais próximas aos nossos fãs e, de alguma forma, poder levar alegria para a casa de cada um.

ENTREVISTA FEITA POR LEANDRO LIMA

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio