Você já ouviu falar de música Lo-Fi? Linearwave inova com sons relaxantes na pandemia

Com mais de 1 milhão de ouvintes mensais nas plataformas, Linearwave apresenta seu Ep “IV” que traz a trilha sonora ideal para os diferentes momentos de um dia.

Publicado em 16/08/2021 16:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conhecido por ser um dos principais nomes na cena de lo-fi no país, o produtor paulistano Linearwave se une ao selo Olga Music para o lançamento de seu novo EP “IV”, na próxima sexta-feira, 17/09. Composto por 4 faixas que exploram diferentes moods, o projeto tem como objetivo a divulgação e ampliação do estilo no território nacional.

As músicas desse EP são uma amostra da diversidade e da fusão de estilos que fazem do lo-fi o gênero que está reinventando a música instrumental. Cada faixa representa um momento do dia (manhã, tarde, noite e madrugada) e evoca as sensações daquele momento.“, conta Linearwave.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Criado em 2018 e com mais de 180 músicas lançadas, Linearwave (nome artístico adotado por Yuri Bastos) atingiu em pouco tempo algumas marcas expressivas, como os mais de 50 milhões de streamings nas plataformas, presença nas principais playlists editoriais do estilo e mais de 1 milhão de ouvintes mensais no spotify. 

O EP “IV” inaugura uma série de lançamentos voltados para a divulgação do lo-fi dentro do mercado nacional. Primeiro fruto da parceria entre diversos produtores brasileiros e o selo Olga Music, o EP estará disponível nas plataformas digitais no dia 17 de setembro.

O Observatório de Música bateu um papo com o artista sobre o novo projeto. Confira abaixo:

1-O vídeo de barulho de chuva mais assistido do Youtube tem cerca de 50 milhões de views tendo sido publicado há somente 4 anos. Porque você acha que algumas pessoas possuem tanto fascínio por sons deste tipo?

O modelo de vida atual (tanto pré quanto pós-pandemia) é altamente estressante. São preocupações, obrigações, aspirações, etc… misturadas com uma quantidade surreal de estímulos visuais e sonoros aos quais somos expostos diariamente.

O barulho da chuva é, possivelmente, um dos sons de aconchego mais antigos que conhecemos. O seu efeito relaxante no cérebro é cientificamente comprovado. Acredito que ai esteja a resposta. O fascínio por esses sons é a busca por um estado de espírito que parece cada vez mais paradoxal com o estilo de vida imposto pelas redes sociais”.

2-Você acha que o fenômeno do Lo-fi poderá continuar despertando a curiosidade dos ouvintes mesmo com o fim da pandemia?

O lo-fi hiphop, no formato que conhecemos, já existe desde 2012. A associação do estilo com a pandemia, algo que acontece quase que exclusivamente no Brasil, é errônea e tem origem na falta de pesquisa de alguns dos primeiros materiais publicados em português.

Acredito que como estilo, o lo-fi tem um potencial muito grande para continuar evoluindo, se transformando através da fusão com outros gêneros e atraindo cada vez mais a curiosidade do público”.

3-Como foi seu processo de pesquisa e criação para o EP IV?

No EP “IV”, o foco foi explorar as diversas possibilidades do lo-fi, onde cada faixa é um mood sonoro que representa as sensações do horário/período ao qual está associado (manhã, tarde, noite e madrugada).

O processo de criação acabou se tornando uma tradução dessas imagens e emoções. Basicamente uma trilha sonora para esse filme que vivemos a cada 24 horas”.

4-Sons tipo ASMR popularizados por figuras como Billie Eilish podem ajudar a divulgar artes sonoras mais diferenciadas como o Lo-fi?

O lo-fi tem como característica a inclusão dos sons do cotidiano na própria música (seja o som de uma conversa, o barulho de chuva ou um ruído de vinil). Essa organicidade, que se opõe à estética da perfeição do início dos anos 2000, conversa muito com a nossa vida atual e acaba sendo utilizado por artistas não só do lo-fi, mas de outros gêneros também”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio