BTS, Anitta e Billie Eilish querem mostrar a Bossa-Nova para novas gerações?

Publicado em 9/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No mês de abril, a funkeira Anitta surpreendeu muita gente ao lançar um trap com toques de Bossa-Nova como faixa-título do seu álbum Girl From Rio. Apostando no trocadilho com o clássico da MPB de 1962, Garota de Ipanema (Girl From Ipanema) de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, Anitta ainda estaria preparando um álbum com toques do gênero que renovou o samba da sofisticada Zona Sul carioca na década de 50.

CONFIRA TAMBÉM: História de amor entre Shakira e Piqué vira assunto no Twitter

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O clássico da música tupiniquim de Tom, vale lembrar, seria a segunda música mais tocada no mundo perdendo apenas para Yesterday dos Beatles segundo dados da gravadora Universal. Na internet, é possível encontrar-se versões em finlandês, estoniano e até esperanto de Garota de Ipanema. De Stevie Wonder, a Mike Tyson, Amy Winehouse à Xuxa, a “Garota de Ipanema” continua sendo cantada por todo o mundo. E a nova versão do clássico sampleado por Anitta vem tendo um desempenho histórico nas rádios dos EUA, com a funkeira brasileira batendo medalhões da música mundial como The Weeknd e BTS.

Numa recente entrevista de Anitta para a conceituada Cosmopolitan do Reino Unido, a brasileira cantarolou Tom Jobim e disparou sobre o novo álbum: “É uma mistura do que está acontecendo ao redor do mundo e os ritmos brasileiros como samba, funk, bossa nova. Estou tentando fazer as pessoas se interessarem pela cultura brasileira – mas não estou cantando em português, apenas inglês e espanhol”.

Outra artista que vem movimentando o mercado mundial ao trazer de volta a Bossa Nova é Billie Eilish. No seu último álbum, “Happier Than Ever”, lançado nesta sexta-feira (31), ela divulgou uma faixa intitulada “Billie Bossa Nova”. Billie chegou a dar mais detalhes sobre nossa música brasileira e Tom Jobim serem uma grande inspiração para “Happier Than Ever” durante uma entrevista para a revista Madame Figaro. 

“Happier Than Ever é fortemente influenciado por Frank Sinatra, Julie London, que faço reverências quando ela canta ‘Cry Me A River’. E a versão de Audrey Hepburn de ‘Moon River’. É também inspirado na bossa nova de Tom Jobim. Em todo esse mundo musical que existiu antes de mim e que nos deixou uma herança maravilhosa“, finalizou.

Nos últimos tempos, o ritmo brasileiríssimo também ganhou uma inusitada “homenagem”. Em setembro de 2020, o rapper Suga do grupo sensação BTS participou de uma parceria puxada para o gênero com o cantor revelação MAX. “Blueberry Eyes” traz uma ponte entre a bossa nova, o pop alternativo de MAX com as rimas que unem hip hop e k-pop de SUGA. Uma das melodias mais acertadas do ano passada e uma caprichada K-bossa para gringo ouvir.

Os próprios cantores do BTS já falaram sobre a possibilidade de cantarem uma Bossa-Nova. Durante uma entrevista, Suga falou: “Eu deveria escrever para você uma bossa nova”. Pelo que parece, V gostou da ideia: “Ele me me disse que vai escrever uma bossa nova para mim“.

Será que Anitta, BTS ou Billie Eilish voltarão a apostar no gênero genuinamente brasileiro? É aguardar pra ver…ou melhor: OUVIR!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio