demi-lovato-2
A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

A cantora norte-americana Demi Lovato se pronunciou pela primeira vez neste fim de semana sobre a suposta overdose que sofreu no fim do mês de julho. A artista agradeceu o apoio dos fãs e amigos e afirmou que irá “continuar lutando”. “Eu agora preciso de tempo para me curar, focar na minha sobriedade e caminhar para a recuperação. O amor que vocês todos têm mostrado nunca será esquecido e aguardo o dia em que possa dizer que saí do outro lado”, escreveu em uma postagem publicada no instagram.

Agora de acordo com novas informações do TMZ, o próximo passo que a equipe da cantora tomará em relação ao vício dela é promover grandes mudanças na rotina da artista. Isto inclui uma nova internação dela em uma clínica de reabilitação e também uma reorganização do seu círculo de amizades.

VEJA TAMBÉM: Pink apresenta problemas de saúde e dá entrada duas vezes em hospital

“Fontes próximas a Demi nos dizem que haverá uma grande separação dela das pessoas tóxicas em sua vida assim que ela sair da reabilitação – incluindo relações distantes que possuem um impacto negativo sobre ela. Nos disseram que a equipe da Demi vai se reunir esta semana para discutir quem são as pessoas que não possuem as melhores intenções e decidir que não será tolerado boêmios, usuários de drogas e ‘amigos’ que a permitam entrar em perigo. Há um amigo em particular que está nessa lista”, afirmou o site norte-americano. “Nossas fontes nos dizem que Demi será advertida a ter um novo telefone e só fornecer o número a pessoas em quem possa confiar e amigos”, acrescenta a matéria.

Na carta aberta apresentada por Demi Lovato, a cantora demonstra saber que este seu momento é delicado. “Eu sempre fui transparente sobre minha jornada com o vício. O que eu aprendi é que essa doença não é algo que desaparece ou enfraquece com o tempo. É algo que devo continuar a superar e que não está terminado ainda”, escreveu.

Ainda de acordo com o TMZ, a cantora concordou com uma nova reabilitação. No ano de 2010 quando tinha 18 anos, Demi Lovato passou uma temporada de meses numa clínica de reabilitação por causa de seu problema com drogas e álcool.

“Quero agradecer a Deus por me manter viva”: Demi Lovato fala pela primeira vez sobre a overdose

Os fãs da cantora norte-americana Demi Lovato foram surpreendidos no fim do mês de julho com a notícia de que a cantora sofreu uma suposta overdose de heroína e foi levada às pressas para o hospital. Muitos fãs e famosos publicaram mensagens nas redes sociais se solidarizando com a cantora.

“Sober”, recente single de Demi Lovato ganhou as paradas de todo mundo e ganhou uma exposição na mídia que não tinha recebido nem na época de seu lançamento. A canção anuncia que a cantora não está mais sóbria e que ela vai procurar por ajuda.

Até o momento, a artista não tinha se manifestado sobre o acontecimento. Porém hoje (dia 5), em carta aberta divulgada nas redes sociais, Demi Lovato comentou pela primeira vez o assunto.

Confira:

“Eu sempre fui transparente sobre a minha jornada com o vício. O que aprendi é que esta doença não é algo que desaparece ou desaparece com o tempo. É algo que devo continuar a superar e ainda não fiz. Quero agradecer a Deus por me manter viva e bem. Aos meus fãs, sou eternamente grata por todo o seu amor e apoio ao longo desta semana passada e além. Seus pensamentos e orações positivos me ajudaram a navegar neste momento difícil. Quero agradecer à minha família, à minha equipe e meus aos funcionários do Cedars-Sinoi (centro de reabilitação) que estiveram ao meu lado esse tempo todo. Sem eles eu não estaria aqui escrevendo esta carta para todos vocês. Agora preciso de tempo para me curar e focar na minha sobriedade e caminho para a recuperação. O amor que vocês me mostraram nunca será esquecido e estou ansiosa pelo dia em que posso dizer que saí do outro lado. Eu continuarei lutando Demi”.