Britney Spears
A cantora Britney Spears (FOTO: Divulgação)

Além de estar passando por momentos bastante delicados envolvendo a família, Britney Spears agora terá que se preocupar também com o seu bolso. Nos últimos dias, a cantora norte-americana cancelou sua tão anunciada nova residência de shows em Las Vegas que iria acontecer entre os meses de fevereiro e agosto para cuidar da saúde do pai.

O cancelamento de todos os 31 shows de Britney poderá custar de 2 a 3 milhões de dólares, já que o Park Theater, onde seriam realizadas as apresentações, não conseguirá utilizar as datas que agora estão livres.

VEJA TAMBÉM: Marcelo Yuka, da banda O Rappa, segue em estado grave

De acordo com informações da Billboard, a procura por ingressos para o novo espetáculo de Spears também permanecia em baixa. As razões podem ser desde uma divulgação com pouca repercussão, até a concorrência com outros artistas que também anunciaram residências recentemente na cidade. Artistas como Lady Gaga, Cher, Aerosmith, Gwen Stefani, entre outros podem ter roubado a atenção dos turistas e moradores de Los Angeles. Vale lembrar que em 2017, Britney terminou uma residência de 4 anos em Las Vegas que contou com 248 shows o que sugere também a possibilidade de uma saturação dos shows de Britney na cidade.

Ainda segundo a publicação, Britney Spears poderá não ter direito a cobrir o valor com seu seguro, já que a situação de seu pai, Jamie, não é de vida ou morte.

Silva admite que “falou merda” ao criticar Britney Spears

O cantor Silva continua viajando com sua atual turnê pelo Brasil. O músico que fez um show neste fim de semana no Festival Nômade em São Paulo, se apresentará em breve no Rio e em Brasília. Para comentar esta nova fase na carreira, o artista capixaba concedeu uma entrevista ao site POPline.

Durante o bate-papo, Silva comentou inclusive, uma polêmica que envolveu seu nome nas últimas semanas. O cantor capixaba causou grande repercussão nas redes sociais ao comparar o cantor e compositor Vinicius de Moraes com Britney Spears. 

Nunca me acho superior e acho péssimo quem se acha. Mas confesso que sou tipo aquelas professoras de português que acham um absurdo alguém não conhecer [o poeta Carlos] Drummond [de Andrade]. O povo sabe quem é Britney mas não sabem quem é Vinicius. É a teoria da ‘síndrome do vira-lata’ se perpetuando” escreveu Silva nas redes sociais.

A postagem gerou muitas críticas nas redes sociais, inclusive do cantor Jão que mandou uma indireta no Twitter afirmando que estava ouvindo  justamente Britney Spears. Jão inclusive apagou a postagem quando os fãs começaram a criticar de maneira mais agressiva a declaração de Silva.

jao

Na entrevista ao site de música, Silva fez uma auto-crítica sobre sua declaração afirmando “ter dito merda” além de dizer que realmente gosta de ouvir Britney Spears.

“O que me deixa mais puto comigo mesmo é porque eu realmente gosto da Britney. Sempre fui o cara que falava “ouve, ouve”. A galera fala “ah, mas ela faz playback”, mas ouve os discos! Não tem como você fazer mágica com a voz de alguém. A pessoa tem que ter uma voz. Você não pode criar uma voz de computador (risos). Sempre curti pra caramba. É uma coisa que eu dei mole. Peguei um contexto nada a ver. Sabe quando você entra num tema e perde a mão, fala uma coisa que não tem nada a ver? Falei merda mesmo. Nem me justifiquei por causa disso. Pensei: “não vou nem ficar tentando me justificar, porque falei merda, pronto e acabou”. Mas é uma coisa que eu sempre lutei contra: “isso aqui é música boa”, “isso aqui não é música boa”. Eu venho de um meio de MPB que tem esse preconceito. Anitta, por exemplo. Quando você bota Anitta no disco… Eu sempre gostei de lutar contra essa coisa, entendeu? Sempre detestei isso. Dei mole. (risos) Mas acho que, com o tempo, as pessoas veem que não sou desse rolê preconceituoso de achar que música boa é música feita ali para dez pessoas em uma casa de jazz em um bairro chique em São Paulo. Nunca fui esse cara” afirmou o cantor.