Pai de Avicii afirma que o suicídio do DJ foi acidental

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Numa entrevista concedida à CNN, Klas Bergling, pai do produtor e DJ Avicii, falou sobre a morte do filho e disse que seu suicídio não foi algo planejado. “Foi tipo um acidente de trânsito” afirmou o patriarca. O depoimento foi publicado nesta quarta-feira (dia 4) em um vídeo, disponível no canal do canal jornalístico no YouTube.

Durante a conversa, Bergling explicou que, mesmo tendo uma relação franca e aberta com o filho, muitas coisas aconteceram ao mesmo tempo e Avicii acabou perdendo o controle da situação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Como DJ ou artista, você tem que fazer muitas coisas que não quer, no final isso faz parte de você. Isso tira muito dessas pessoas — as viagens, a espera nos aeroportos, as madrugadas. Ele começou a notar que não se sentia bem quando chegou lá (no topo) em sua carreira” declarou.

VEJA TAMBÉM: Anitta responde críticas por levar seu cachorrinho em premiação

O pai também cobrou das autoridades uma maior atenção às questões envolvendo a saúde mental dos cidadãos.

“O que eles estão fazendo para lidar com problemas como esse na sociedade? O importante é tentar tratar dos problemas o quanto antes. É uma questão muito política que tem que ser resolvida e não discutida por mais 10 anos”.

Assista à entrevista na íntegra:

No dia 20 de abril de 2018, Avicii foi encontrado morto em um hotel em Omã, no Oriente Médio. Aos 28 anos, o sueco sofria de depressão e teria tirado a própria vida usando pedaços de vidro. Após o acontecido, a família emitiu uma nota que dizia que o artista possuía alma frágil, lidava com questões existenciais e que ele queria encontrar paz. Já o padrasto do músico chegou a responsabilizar o empresário do DJ pela morte precoce de Tim. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio