pv
A cantora maranhense Pabllo Vittar (FOTO: Reprodução)

Na próxima quinta-feira (dia 30), Pabllo Vittar lançará um inédito remix brega funk do sucesso “Amor de Que” a partir das 21h, em todas as plataformas de streaming.

A música é uma parceria da cantora com Thiaguinho MT e JS o Mão de Ouro, criadores de “Tudo OK”, faixa que se tornou um fenômeno viral se consolidando como o hit do Carnaval 2020.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

Vale lembrar que o videoclipe com a versão original da canção de Pabllo Vittar – pertencente a primeira parte do EP “111” – já soma quase 40 milhões de visualizações no Youtube.

Confira a arte de capa abaixo:

Música do Carnaval 2020 foi baseada em vingança de gay empoderado afirma Thiaguinho MT

Está Tudo OK para Thiaguinho MT em 2020 e um dos hits do verão brasileiro já está mais do que consolidado! Lançada em novembro de 2019, Tudo OK possui duas versões oficiais: uma com a cantora Mila, no estilo arrocha funk; e outra com Márcia Fellipe e Henry Freitas, adicionando à batida algumas sonoridades do forró. 

Como a maioria dos hits de verão com refrão simples, letra fácil e melodia imediata nos quadris, “Tudo OK” preenche todos estes ‘requisitos’. Mas se diferencia, atualmente, por dois principais motivos: empoderamento feminino e um não à masculinidade tóxica. 

Na letra, Thiaguinho MT aborda a complacência de ambos os sexos sobre a questão da autovalorização (“cabelinho OK, sobrancelha OK”). E quando Thiaguinho MT aconselha “brota no bailão pro desespero do seu ex”, ele é o ombro amigo de uma mulher recém solteira. O respeito prevalece.

A inspiração dessa música veio de um tweet que eu vi de um gay empoderado falando que o seu ex ia pagar por todo o mal que tinha feito a ele. Achei divertido a forma que ele escreveu sobre o seu cabelo estar OK e que estava pronto pra chegar na noitada. Eu guardei essa história porque achei maneira, e escrevi pensando tanto para um homem quanto para uma mulher. A música não tem gênero- e independente de qualquer escolha ou sexo – o que vale é a gente saber superar as rasteiras da vida.” diz Thiaguinho

Além dessas questões de empoderamento, a canção faz uma conexão direta com os ‘challenges’ de maquiagem que brotaram no Brasil. Por isso, a música, lançada em novembro, tem crescido organicamente nas pistas e nas plataformas digitais – já são mais de 120 mil playlists no Spotify.

Outro ponto que comprova o selo de qualidade de “Tudo OK” é a assinatura do compositor e produtor JS O Mão de Ouro. São dele outros sucessos como “Sentadão”, “Hit Contagiante” e “Surtada”. 

Em janeiro, Thiaguinho MT desembarca na Europa com a turnê “Tudo OK”, levando o seu estilo para o mundo! Por todos esses motivos, essa música anuncia que o brega funk será o ritmo do Brasil em 2020.