luansantana
O cantor sul-mato-grossense Luan Santana (FOTO: Reprodução)

Longe dos palcos por causa da quarentena, Luan Santana vem se preparando para a live que fará no dia 26/4, às 18h, com músicas mais antigas destes doze anos de carreira.

O músico deu uma entrevista ao GShow onde comentou se pretende fazer uma transmissão beneficente aos moldes do que vem sendo feito por outros músicos. “Sim, totalmente, 100% beneficente. Da minha casa estúdio, seguindo todas as normas de recomendações. Somos formadores de opinião. O show tem de ser intimista. Prometo algo especial”.

VEJA TAMBÉM: Com cachê milionário, Luan Santana compra luxuoso apartamento em prédio mais alto do Brasil

O músico aproveitou para alfinetar colegas que vêm tentando medir o sucesso de suas lives por audiência de espectadores ou likes. “Não é o momento de espetáculo, é hora de engajamento solidário. A audiência tem de ser medida pela quantidade de doações, não de likes ou acessos”. A declaração vem à tona, após a dupla Jorge e Mateus além de outros músicos receberem críticas por transmissões grandiosas e com mais funcionários, nestes tempos de crise financeira e isolamento social.

Já num bate-papo com a jornalista Fábia Oliveira, Luan Santana revelou que sua live contará basicamente com apenas um segundo músico tocando violão enquanto ele pretende cantar 50 canções entre elas algumas pedidas por amigas famosas. “Eu e mais alguém no violão, estou pensando … Serão 52 músicas, sendo a maioria músicas mais antigas, atendendo pedidos dos fãs e das amigas Marília Mendonça e Maísa, que fizeram campanha”.

Prepare-se para a live HISTÓRIA

26 de abril, às 18h, diretamente do quintal de Luan Santana