Selena Gomez
A cantora norte-americana Selena Gomez (FOTO: Reprodução)

“Finalmente tive o conhecimento da razão de ter sofrido com várias depressões e ansiedade durante tantos anos”, foram com estas palavras que Selena Gomez falou sobre seu delicado diagnóstico psiquiátrico numa conversa com a colega Miley Cyrus.

A cantora de “Rare” discutiu abertamente o seu diagnóstico bipolar pela primeira vez na sua série Bright Minded Instagram Live nesta sexta-feira (dia 3).

Cerca de 180.000 espectadores assistiram a transmissão com as antigas estrelas do Disney Channel, que gravaram uma conversa franca de 20 minutos sobre saúde mental. No bate-papo Gomez falou sobre sua grande doação ao Cedars-Sinai Medical Center, em West Los Angeles, no início desta semana. O centro hospitalar como se sabe, foi onde a cantora foi diagnosticada com lúpus em 2015, recebeu um transplante renal em 2017 e ficou em de tratamento de saúde mental no ano de 2018. Durante a conversa, a cantora se recordou uma viagem que fez ao McClean Hospital, um hospital psiquiátrico fora de Boston.

“Recentemente, fui a um dos melhores hospitais psiquiátricos da America, Hospital McClean, e discuti que, depois de anos a passar por muitas coisas diferentes, percebi que eu era bipolar”, disse Gomez a Cyrus. “E assim, quando conheci mais informações, isso realmente me ajudou. Não me assusta, uma vez que eu saiba”.

Ela continuou: “Acho que as pessoas ficam assustadas com isso, certo? Dizem algo como já vi isso, já vi um pouco, até na minha própria família, onde dizem algo como, ‘O que está acontecendo? Sou do Texas, não podemos falar de saúde mental. Você tem de parecer tranquilo’. E depois vejo a raiva acumulada em crianças e adolescentes ou seja lá o que for que os jovens adultos acabam sentindo. Sinto que quando finalmente disse o que queria, foi descobrindo tudo sobre o assunto. E isso tirou-me o medo”.

É uma valiosa lição de infância que a artista de 27 anos aprendeu com a mãe, Mandy Teefey, que ajudou a aliviar o medo da filha primogênita. “Quando eu era mais nova, tinha medo de trovoadas. E a minha mãe comprou-me todos estes livros diferentes sobre tempestades, por isso ela disse: “Quanto mais você ler sobre isto, mais vai ficar sem medo. E funcionou completamente”.

A cantora, vale lembrar, ganhou o Prémio McClean 2019, em Setembro, pela sua defesa da saúde mental. “Senti como se toda a minha dor, ansiedade e medo me tivessem passado ao mesmo tempo, e foi um dos momentos mais assustadores da minha vida”, disse ela durante o seu discurso de aceitação no jantar anual do hospital.

VEJA TAMBÉM: Manu Gavassi vai ao banheiro no BBB e tem intimidade exposta: “Acabou com minha carreira”

Selena Gomez falou abertamente de ter ansiedade e depressão, mas não deu detalhes sobre a sua depressão ter origem na bipolaridade, naquela ocasião. Quando recebeu o seu diagnóstico, confessou que se sentia “em partes igualmente aterrorizada e aliviada – aterrorizada porque o véu foi levantado, mas aliviada por ter finalmente o conhecimento da razão de ter sofrido com várias depressões e ansiedade durante tantos anos. Eu nunca tive plena consciência ou respostas sobre esta condição”.

Durante o chat no Instagram Live, os fãs declararam o seu amor pela cantora de “Look at Her Now” na seção de comentários, enviando emojis de borboleta azul depois de Miley Cyrus ter revelado aos seus fãs no início do episódio que Gomez lhe tinha enviado os mesmos emojis via Instagram DM, o que desencadeou uma conversa sobre tê-la no programa.

Confira episódio de Finale Friday de Bright Minded com Miley Cyrus e Selena Gomez abaixo: