Rihanna
A cantora barbadiana Rihanna (FOTO: Reprodução)

Nem só de música vivem as cantoras! Com seu último álbum lançado em 2016, Rihanna se consagragou como a mulher mais rica dos Estados Unidos.

Segundo a Forbes, a artista nativa de Barbados faturou 600 milhões de dólares (mais de 3 bilhões de reais) em 2019 e revelou que ela não lucra unicamente com suas canções, mas sim com todo império que construiu ao longo dos anos.

“Apesar de seu sucesso musical, ela fez a maior parte de sua fortuna com Fenty Beauty, a marca de maquiagem que ela possui com o grupo de produtos de luxo LVMH”, relatou.

E ainda conta: “Ela também é co-proprietária da linha de lingerie Savage X Fenty com investidores, incluindo a empresa de moda online TechStyle Fashion Group”.

VEJA TAMBÉM: Kanye West revela que transformou dívida milionária em fortuna de R$27 bilhões

A revista ainda elogia a forma que a artista usa seu dinheiro para um bem maior: “Uma das celebridades mais caridosas, ela doou mais de US$ 8 milhões (R$44 milhões) para o combate ao coronavírus”.

“Ela deu $1 milhão (R$5 milhões) para os necessitados de Nova York, $2,1 milhões (11 milhões) para vítimas de abuso em Los Angeles e $5 milhões (R$27 milhões) para outras instituições de caridade”, acrescentou.

No ranking geral, a voz de ‘Love On The Brain’ aparece na 33ª posição, deixando para trás grandes cantoras como Céline Dion, Barbra Streisand e Beyoncé.

Seu último álbum, ANTi, já ultrapassa a marca de 2 bilhões de streamings apenas no Spotify.