Mesmo há 4 anos sem lançar álbum, Rihanna é a cantora mais rica dos Estados Unidos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nem só de música vivem as cantoras! Com seu último álbum lançado em 2016, Rihanna se consagragou como a mulher mais rica dos Estados Unidos.

Segundo a Forbes, a artista nativa de Barbados faturou 600 milhões de dólares (mais de 3 bilhões de reais) em 2019 e revelou que ela não lucra unicamente com suas canções, mas sim com todo império que construiu ao longo dos anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Apesar de seu sucesso musical, ela fez a maior parte de sua fortuna com Fenty Beauty, a marca de maquiagem que ela possui com o grupo de produtos de luxo LVMH”, relatou.

E ainda conta: “Ela também é co-proprietária da linha de lingerie Savage X Fenty com investidores, incluindo a empresa de moda online TechStyle Fashion Group”.

VEJA TAMBÉM: Kanye West revela que transformou dívida milionária em fortuna de R$27 bilhões

A revista ainda elogia a forma que a artista usa seu dinheiro para um bem maior: “Uma das celebridades mais caridosas, ela doou mais de US$ 8 milhões (R$44 milhões) para o combate ao coronavírus”.

“Ela deu $1 milhão (R$5 milhões) para os necessitados de Nova York, $2,1 milhões (11 milhões) para vítimas de abuso em Los Angeles e $5 milhões (R$27 milhões) para outras instituições de caridade”, acrescentou.

No ranking geral, a voz de ‘Love On The Brain’ aparece na 33ª posição, deixando para trás grandes cantoras como Céline Dion, Barbra Streisand e Beyoncé.

Seu último álbum, ANTi, já ultrapassa a marca de 2 bilhões de streamings apenas no Spotify.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio