madonna
A cantora norte-americana Madonna (FOTO: Reprodução)

Inspiração para todas cantoras pop que surgiram depois dela, Madonna sempre foi uma das artistas mais progressistas, versáteis e transgressoras na música.

Se reinventando até os dias de hoje (vide o fenomenal, corajoso e experimental Madame X), a artista mostrou várias faces de si mesma desde quando se lançou no início dos anos 1980. (Alguns trechos baseados em artigo do The Things).

Madonna Louise Ciccone nasceu no Michigan no dia 16 de agosto de 1958 e aos cinco anos perdeu a mãe para um câncer de mama. Sobre sua juventude, a cantora disse que era “garota solitária que estava procurando por algo”.

“Eu não era uma rebelde de alguma forma. Eu me preocupava em ser boa em alguma coisa. Não depilei as axilas e não usava maquiagem como as outras meninas. Mas estudava e tirei boas notas … Queria ser alguém”, confessou.

FOTO: Reprodução

No começo de sua carreira, em 1982, os fãs podem notar imediatamente que sua filha, Lourdes, se parece muito com sua jovem mãe. Mas, diferente da mãe, ela prefere manter sua vida privada. No começo dos anos 80, Mad estava estourando com Everybody.

FOTO: Reprodução

Poucos anos depois, na divulgação de seus álbuns Like a Virgin em 1984 e True Blue em 1986, Madonna já era certamente um ícone da moda. Seu impacto foi visível mesmo décadas depois na indústria da moda.

FOTO: Reprodução

VEJA TAMBÉM: Ruiva, Katy Perry lança vídeo de “Champagne Problems” para projeto visual

STRIKE A POSE! No começo dos anos 90, Madonna estava fazendo todos dançarem ao som de Vogue. No videoclipe em preto e branco, a Rainha do Pop a provou que é a rainha da reinventação. Seu estilo na época se tornou um dos mais memoráveis de sua carreira – e de toda cultura pop.

FOTO: Reprodução

Em 1996, a lendária cantora estrelou o musical Evita, que retrata a vida da ex-primeira-dama da Argentina, Eva Perón. Com o filme, a artista mudou totalmente e apresentou outro visual marcante; além de ter sido aclamada por seu talento – ganhando até um Globo de Ouro pela atuação.

FOTO: Reprodução

Avançando para 2003, Madonna te daria as boa-vindas à Hollywood com o poderoso e importante American Life. Para a divulgação inicial do projeto, ela chamou as sensações do momento Britney Spears e Christina Aguilera para uma explosiva performance no VMA. Ousando, a cantora até pintou seu cabelo de preto durante a era.

FOTO: Reprodução

Após uma série de polêmicas em 2003, a Rainha chocou a todos com o Confessions On A Dance Floor – que inovou visual e sonoramente a carreira da cantora e serva até hoje como inspiração para novos artistas.

FOTO: Reprodução

Em 2012, Madonna foi atração principal do show do intervalo no Super Bowl e, como esperado, seu desempenho foi espetacular. Com o lançamento do álbum MDNA, a cantora deu uma virada em sua carreira e chegou a colaborar com Nicki Minaj, M.I.A. e LMFAO – nomes que estavam em alta na época.

FOTO: Reprodução

Aos 61 anos, Madonna não cansou de inovar e permanecer um ícone. Lançando a era ‘Madame X’, a cantora criou um personagem polêmico e de visual marcante. Músicas em português ao lado de Anitta, letras poderosas e mais militantes que nunca e uma turnê intimista marcaram a era que, provavelmente, foi uma das mais inovadoras e imprevisíveis da carreira.

FOTO: Reprodução

Escrevendo e dirigindo um filme biográfico, onde contará histórias chocantes sobre seus 62 anos de vida, a cantora continua radicalizando no visual e está de cabelo rosa! Em cliques postados no Instagram, a lenda da música prova que idade não é um empecilho em sua vida e que continuará sendo um ícone – independente do que a sociedade pense.

FOTO: Reprodução