O astro britânico Elton John (FOTO: Reprodução)

A ex-mulher de Elton John, Renate Blauel, está levando o cantor de Rocketman ao tribunal no Reino Unido.

A engenheira de som, de 67 nos, nascida na Alemanha, entrou com a documentação legal para pedir uma liminar contra John, relata o The Guardian. A razão por trás da liminar não é clara, mas costuma ser usada em casos relacionados a questões de privacidade ou para impedir a publicação de materiais.

O advogado de Blauel confirmou ao jornal britânico que a papelada havia sido arquivada e esperava que o assunto fosse resolvido “amigavelmente”, mas se recusou a detalhar a natureza da liminar.

O interesse dos fãs sobre o casamento de Blauel com a lenda do rock, aconteceu após o lançamento de “Rocketman”, a cinebiografia vencedora do Globo de Ouro de 2019 sobre o cantor de 73 anos de idade “Tiny Dancer”.

Eles se conheceram em 1983 em Londres, enquanto John estava trabalhando em seu álbum “Too Low for Zero”. Menos de um ano depois, Blauel se juntou à comitiva do cantor para uma turnê na Austrália.

Renate Blauel e Elton John (Foto: Getty Images)

O casal se casou em Sydney no Dia dos Namorados em 1984. Quatro anos depois, a dupla se separou – no mesmo ano em que o roqueiro anunciou que era gay.

Em uma entrevista de 2008, John, que há muito tempo lutou contra o vício em drogas e álcool, falou sobre sua decisão de se casar.

“Um viciado em drogas pensa assim: ‘Já tive namorados suficientes e isso não me deixa feliz, então terei uma esposa – isso mudará tudo.’ E eu amei Renate. Ela é uma ótima garota. Eu realmente, realmente a amava. Mas, você sabe … é uma das coisas que mais me arrependo na vida, machucando-a.”

VEJA TAMBÉM: Banda de rock pede parceria com Marília Mendonça: “Sofrência metal”

Em 2014, John se casou com seu namorado de longa data, David Furnish. Juntos, eles têm dois filhos – Zachary, 9, e Elijah, 7.

Enquanto isso, em seu livro de memórias de 2019, “Me”, John escreveu que convidou Blauel para ver o filho quando ele se tornou pai, mas ela recusou o convite.

“Eu não forcei a questão”, escreveu ele. “Eu tenho que respeitar como ela se sente.”

Os advogados de John não se pronunciaram até o momento.