A vingança de Michael Jackson após virar piada em clipe de Eminem

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Michael Jackson ficou arrasado quando Eminem cruelmente zombou dele no videoclipe de seu hit, Just Lose It, que estava cheio de imagens “cruéis e zombeteiras” e referências à vida pessoal do astro. Depois de tentar primeiro bani-lo, anos depois, Jackson se vingou.

Este vídeo retratou uma versão caricatural da estrela, zombando da mudança de rosto do artista, de problemas legais e de um acidente traumático que levou o cantor ao hospital. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Eminem está vestido como Jackson antes que seu nariz cair – uma referência à cirurgia plástica do cantor de Billie Jean em seu nariz. O cabelo do personagem também pega fogo, o que faz referência ao cabelo real de Jackson incendiado durante as filmagens de um comercial da Pepsi em 1984, deixando-o com graves queimaduras. 

O Rei do Pop devastado tentou banir o vídeo e disse: “Estou muito zangado com a descrição que Eminem fez de mim em seu vídeo. Sinto que é ultrajante e desrespeitoso. Uma coisa é falsificar, mas outra é ser humilhante e insensível.”

Na letra da música, Eminem canta: “Vem cá, garotinha, no meu colo. Adivinha quem está de volta com um novo rap? E não me refiro ao rap como em um novo caso de abuso sexual infantil.

Em 2003, Michael Jackson foi acusado de abuso sexual infantil, o que levou o escritório do xerife do condado de Santa Bárbara a invadir sua casa, o rancho Neverland. Embora o julgamento das acusações só tenha começado em 2005, as acusações foram suficientes para manchar a opinião pública de Jackson pelos cinco anos restantes de sua vida. A música e o vídeo de Eminem foram ambos extremamente bem-sucedidos – mas Jackson estava compreensivelmente muito infeliz por ser ridicularizado tão publicamente.

VEJA MAIS: Empresário se arrepende de festa na casa de Elba Ramalho: “Pedi desculpas”

Falando em uma entrevista para uma estação de rádio de Los Angeles, Jackson anunciou: “Eu admirei Eminem como artista e fiquei chocado com isso. O vídeo era impróprio e desrespeitoso comigo, meus filhos, minha família e a comunidade em geral.”

O cantor de Thriller também disse em outra entrevista: “Eu nunca conheci o Sr. Eminem, sempre o admirei – e tê-lo fazendo algo assim foi muito doloroso”.

Também foi anunciado pelo espólio de Jackson que ele estava “ameaçando processar” Eminem pelo desprezo público.

Michael Jackson seguiu suas reclamações com um pedido a todos os canais de música para tirar o videoclipe do ar. A Black Entertainment Television foi o único canal a exibir o vídeo.

Seu fundador, Robert Johnson, disse: “A BET retirou o vídeo porque achamos que é impróprio usar nossa rede para transmitir um vídeo depreciativo do personagem de Michael ou de qualquer outra celebridade”.

Pouco depois, Eminem foi questionado sobre esse videoclipe, e seus pensamentos sobre como ele deixou Jackson chateado. Ele simplesmente respondeu: “Peço desculpas por isso.”

Três anos depois, em 2007, a empresa de Jackson, Sony / ATV, comprou a editora Famous Music por US $ 370 milhões. Essa compra significava que Jackson realmente possuía todo o catálogo anterior de Eminem – até sua morte em 2009

A gravadora recém-adquirida incluía Just Lose It – no entanto, Jackson nunca fez nenhuma mudança na música. Eminem obteve os direitos de publicação de sua música devolvidos em 2016, muito depois da morte de Jackson.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio