Michael Jackson e Bubbles (Foto: Reproduução/Internet)

Michael Jackson e seu chipanzé Bubbles viveram uma história de amizade e parceria por muitos anos, até a morte do cantor. O animal está vivo até hoje, saudável e recebe apoio do Espólio de Michael. Ao longo dos anos, os tabloides americanos geraram notícias e levantaram polêmicas em torno do envolvimento do cantor com o animal.

Bubbles é cuidado por uma equipe do Centro de Grandes Primatas desde 2005. Após a morte de Michael Jackson em 2009, o centro de repente recebeu mais de 100 pedidos para fotografar ou filmar o animal. A política do centro é sempre escolher o que é melhor para os macacos, proporcionando um ambiente estável, de modo que quase todas as solicitações de mídia fossem recusadas.

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Bubbles chegou ao santuário em excelente estado de saúde e com comportamentos normais com outros chimpanzés. Ele é um membro comum em seu grupo com outros seis chimpanzés. Grandes Primatas afirmam que o macaco não tem nenhuma evidência de negligência ou abusos. “Ele gosta genuinamente das pessoas, assim como todos os outros chimpanzés”.

O santuário relata que as seguintes declarações que foram feitas na mídia e pelos sites são 100% falsas:

1. “… os guardiões evitam qualquer lembrança sobre o rancho Neverland. A co-fundadora do Centro, Patti Ragan, disse que os trabalhadores nunca mostram fotos de Jackson para Bubbles, isso deixaria irritado e deprimido”. Radar Online (10 de março de 2019)

O centro afirmou que essa informação é fake news. Disseram que Bubbles viu fotos de Michael Jackson, assim como vídeos. Que ele nunca se incomodou e nenhum cuidador ou funcionário do escritório do Centro para Grandes Primatas conversou com repórteres sobre o Bubbles.

2. “Bubbles já tentou suicídio …” (The Times of India)

Em declaração, o santuário disse: “Não há absolutamente nenhuma verdade nesta declaração, e é simplesmente ridícula”.

3. “Bubbles é o macaco mais rico do mundo porque Michael Jackson deixou US $ 2 milhões em seu testamento.” (Fox News, âncora Bill O’Reilly 2010)

Bubbles chegou ao centro através de um acordo assinado por um integrante da família Jackson, comprometendo-se a cobrir seus gastos anuais de tratamento. Dos 14 anos que a Bubbles vive no Centro para Grandes Primatas, a MJJ Productions e o Espólio de Michael Jackson honraram este acordo e enviaram fundos para nos ajudar a cuidar da Bubbles. Além disso, o Espólio de Michael Jackson ofereceu um grandioso presente para ajudar na reforma do santuário.