bruno e marrone
A dupla sertaneja Bruno & Marrone (FOTO: Reprodução)

Na tarde de ontem (18), nós noticiamos que o sertanejo Marrone, dupla de Bruno está sendo processado por um ex-sócio que alega ter sofrido calote do cantor. Também foi falado o fato do cantor querer uma defesa gratuita pois esta sem dinheiro por conta da crise do novo coronavírus.

Entretanto, isso não faz muito sentido, contando com o fato que a dupla Bruno e Marrone está fazendo pelo menos uma live por mês, com patrocinadores, desde abril.

VEJA TAMBÉM: Herdeira da mansão de Freddie Mercury trabalhou como vendedora em loja de roupas

Sabendo disso, o jornalista Leo Dias entrou em contato com a advogada de Marrone, Maria Luiza Póva Cruz, que disse: “Não há pedido de assistência judiciária, o que aliás seria de uma grande ingenuidade pleitear o benefício da justiça gratuita para um cantor de renome e sucesso nacional”.

Questionada sobre o motivo de constar esse pedido no processo, a advogada afirmou que: “A gente sempre faz esse pedido alternativo. Na realidade, ele está pedindo o parcelamento das custas. Mas, para você obter isso, a gente tem que pedir (a assistência judiciária gratuita). É uma etapa primeira”, esclareceu.