britney spears
A cantora norte-americana Britney Spears (FOTO: Reprodução)

A batalha em curso pela tutela de Britney Spears com seu pai Jamie Spears foi o assunto de uma audiência nesta quarta-feira (07), na qual seus advogados supostamente compararam seu estado mental ao de um paciente em coma.

Jamie Spears atualmente tem o controle legal da vida pessoal e financeira de Britney, uma tutela que foi criada 12 anos atrás, mas agora a estrela pop está lutando para recuperar o controle sobre sua própria vida.

No tribunal, o advogado de Spears, Sam Ingham, explicou os sentimentos de Britney sobre a tutela legalmente obrigatória. Em seguida, o juiz perguntou a Ingham se a cantora assinaria uma declaração para confirmar que sua explicação era realmente verdadeira.

VEJA TAMBÉM: Britney Spears dança música que fala sobre pai e deixa fãs preocupados

Foi aqui que Ingham descreveu a incapacidade de Britney de assinar um documento legal devido à sua frágil capacidade mental e falta de compreensão, de acordo com o TMZ.

Ingham retransmitiu ao tribunal que Spears não deseja mais atuar, contrariando os desejos de seu próprio pai de que sua filha continuasse sua carreira; no entanto, isso não foi suficiente para a juíza que desejava que Britney fizesse a declaração ela mesma.

O advogado de Spears argumentou que os pacientes em coma têm seus próprios advogados falando em nome e que a condição de Britney deve ser tratada da mesma forma. É importante notar que Ingham não estava insinuando que Britney Spears estava literalmente em coma, mas sim usando isso como um exemplo de outro cenário em que um advogado poderia falar em nome de seu cliente.

Ingham declarou no tribunal: “Eu sou a fonte exclusiva de informações nas alegações públicas sobre o que meu cliente deseja”.

O movimento #FreeBritney ganhou força significativa antes de Spears decidir tomar uma ação legal contra seu pai no mês passado.