Aguardado filme sobre Elvis Presley retomará gravações após ser paralisado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A equipe de produção da cinebiografia de Elvis Presley do diretor Baz Luhrmann está sendo testada para COVID-19 a fim de retomar o trabalho na Gold Coast na próxima semana.

Um centro de testes está localizado nas instalações da Warner Brothers Village Roadshow em Coomera, revelou Queensland Health.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O elenco e a equipe do exterior – ou dos hotspots COVID-19 na Austrália – terão que terminar a quarentena de 14 dias antes de retomar o trabalho do filme.

Ainda falta um mês para retomarem as gravações, mas a equipe começa na próxima segunda-feira (17) desempacotar os equipamentos e arrumar os cenários e fantasias.

“Temos cerca de um mês ou de pré-produção antes mesmo de começarmos as filmagens”, disse um funcionário.

“Não temos uma data de início [das filmagens]. Essa parte ainda está no ar”.

A produção foi interrompida em março, quando o astro Tom Hanks e sua esposa, a cantora e atriz Rita Wilson, testaram positivo para COVID-19 quando estavam na Gold Coast.

Tom Hanks e Rita Wilson (Foto: Reprodução/Instagram)

A Warner Brothers pediu a toda equipe de produção que fizesse testes antes de retornar ao trabalho. Os resultados vão para a equipe de produção da Warner Brothers, que está pagando pelos testes, e também para a Queensland Health.

Os testes para a equipe de produção estão em andamento na clínica do Hospital Mater de Brisbane. Até 2.000 pessoas estarão no set de Coomera quando todo o elenco e equipe de produção estiverem em andamento.

“O Gold Coast Hospital and Health Service está avaliando opções para centros adicionais de testes COVID-19 em Coomera”, disse uma porta-voz da Queensland Health.

Baz Luhrmann com Austin Butler – escalado como Elvis Presley – e Olivia DeJonge – escalado como Priscilla Presley. (Foto: Reprodução/Twitter)

“A unidade de saúde pública local está trabalhando com as partes interessadas relevantes para garantir que haja um plano seguro para COVID em vigor durante a produção.”

Qualquer elenco ou equipe de produção do exterior deve se isolar por 14 dias às suas próprias custas, disse a porta-voz.

“Qualquer pessoa que tenha estado em um ponto de acesso COVID-19 ou esteja viajando do exterior deve ficar em quarentena por 14 dias na chegada em Queensland em acomodação organizada pelo governo às suas próprias custas. Isso inclui elenco e equipe para qualquer produção de filme”, disse ela.

O elenco é principalmente americano – Hanks interpreta o empresário de Elvis, Coronel Tom Parker – mas o elenco e a equipe incluem muitos de NSW, a maioria de Sydney, com alguns de Melbourne.

VEJA TAMBÉM: Grávida! Esposa de Ed Sheeran espera o primeiro filho do casal

O ator americano Austin Butler, que interpretou o assassino da família Manson, Tex Watson, em Era uma vez em Hollywood, de Quentin Tarantino, interpretará Elvis Presley.

Um membro da equipe disse que muitos já “pegaram empregos diferentes” durante o período do COVID-19 para evitar viagens e que o mix da equipe de produção pode ter mudado.

“Mas haverá algumas pessoas interestaduais se candidatando para voltar, tenho certeza”, disseram eles.

Entende-se que o local de produção terá uma central de verificação ou triagem na entrada, onde a temperatura individual será medida diariamente.

“Eles estão levando isso muito a sério, o que é bom porque aumenta a imunidade da produção”, disse o tripulante.

Hanks e Wilson passaram três semanas no Gold Coast Hospital antes de retornar aos Estados Unidos no início de abril.

O filme tem lançamento previsto para novembro de 2021.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio