pabllo vittar
A cantora maranhense Pabllo Vittar (FOTO: Reprodução)

Pabllo Vittar lançou em abril o álbum de estúdio intitulado “111”, e como toda grande estreia essa seria a aposta mais esperada para mais um sucesso na carreira. E não é que aconteceu. O terceiro álbum mais aguardado da drag queen que revelou vários hits, e que recebeu o certificado de platina, pela Sony Music, está conquistando grandes marcas na história da música.

O mais recente foi nas plataformas digitai, já que ultrapassou a marca de 500 milhões de streams no mundo. E esse não é o único sucesso da cantora que é natural de São Luís, Maranhão. O queridinho dos fãs continua sendo o disco de estreia da Pabllo, “Vai Passar Mal”. Com mais de 1 bilhão de plays, o álbum trouxe grande notoriedade para a artista no mundo da música, tocando em vários lugares do Brasil.

Ouça o álbum ‘111’

LEIA TAMBÉM: Quem é o bonitão que viverá Elvis Presley nos cinemas?

Reconhecimento internacional

Vale lembrar que o álbum da drag brasileira, “111”, foi escolhido pela Billboard como um dos dez  álbuns LGBTQIA+ favoritos da publicação em 2020. Na época, o site escreveu: “Os fãs da superestrela brasileira Pabllo Vittar se acostumaram a ouvir a rainha de 25 anos cantar em seu português nativo. Mas com seu terceiro álbum de estúdio, 111 , Vittar virou o roteiro e deu aos fãs novas músicas em três idiomas; Português, espanhol e inglês. Desde o bop “Charl Pose”, assistido por Charli XCX, pronto para o clube, até a pura vibração pop latino de sua colaboração com Thalía “Tímida”, Vittar provou mais uma vez por que ela é o nome em destaque entre as estrelas pop em ascensão.”

O disco, que teve seu lançamento oficial no mês de abril, conta com 9 faixas inéditas e colaborações especiais de Ivete Sangalo, Thalía, Charli XCX, Psirico e Jerry Smith.