Alok faz discurso sobre tolerância no Rock in Rio e público manda Bolsonaro ir tomar “naquele lugar”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O produtor e DJ goiano Alok foi a primeira atração do palco Mundo do Rock in Rio nesta abertura da edição 2019 do festival bienal. Ao discursar sobre a importância do amor e da tolerância, a plateia reagiu e começou a proclamar xingamentos contra o presidente Jair Bolsonaro.

“É o seguinte: queria nesse momento aqui cantar uma coisa pra você. Se vocês também acreditam que o amor é o caminho, que a gente deve amar o próximo como se não houvesse amanhã, dá um grito Rock in Rio. Sei que é muitas vezes difícil seguir esse caminho, não é fácil”, disse.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA TAMBÉM: Menina que é idêntica à Rihanna viraliza na web e se torna garota propaganda de marca de beleza

O público reagiu rapidamente atacando o presidente Jair Bolsonaro com gritos de “Ei Bolsonaro, vai tomar no c*”. “Mas vamos seguir o caminho do amor, porque é nele que a gente encontra a verdadeira felicidade. E pra falar do amor não precisa ir muito longe. Vocês sabem muito bem o que não é amor. Então, exclui tudo que não é amor: a violência, o preconceito, as guerras, intolerância, e o que sobre é amor”, acrescentou o DJ.

https://twitter.com/moonlnss/status/1177707231887986689

Num set ágil e extremamente eclético, Alok fez um “corte e recorte” de diversos hits brasileiros e internacionais misturando por exemplo, Legião Urbana e o canto “Eu Só Quero É Ser Feliz” com hits de Rihanna e Lil Nas X (rapper do fenômeno Old Town Road).

Confira o setlist do DJ publicado pelo site POPline:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio