alok
O produtor e DJ goiano ALOK (FOTO: Divulgação)

Uma das principais atrações musicais do Festival de Verão Salvador, o músico goiano Alok precisou encerrar o show antes do esperado por se sentir mal. De acordo informações do site “G1”, durante a coletiva para imprensa o DJ revelou detalhes do incidente.

Agora, no palco, eu tive uma crise e até toquei um pouco a menos. Tive de sair correndo. Então acredito que seja zika vírus porque são os mesmos sintomas que tive da outra vez”. Alok ainda detalhou que acredita ter adquirido o vírus em Moçambique, na África, de onde chegou de viagem recentemente. “Lá tem uma epidemia e como minha imunidade estava baixa, acabo contraindo”.

Perguntado sobre a polêmica que movimentou as redes sociais de que estaria apenas se aproveitando das suas doações para África para se promover, o goiano se explicou: “Eu tive vontade de compartilhar aquilo porque justamente as pessoas estavam me julgando, como se eu estivesse fazendo aquilo com outro propósito. Eu fico triste de ver as pessoas falando isso porque são coisas que eu sempre faço sem esperar nada em troca. Só espero que a vida das pessoas se transformem para melhor. Não vou parar de fazer o que estou fazendo, vou fazer pelo resto da minha vida”.

Em fase criativa, Alok almeja parcerias com Seu Jorge e The Chainsmokers

Figura mais importante do Brasil no cenário da música eletrônica, Alok vem reinventando o gênero. Neste ano lançou faixas em colaboração com nomes inusitados como Gavin James, a norueguesa Ina Wroldsen além de Simone e Simaria. Agora, dias após lançar uma música em parceria com o sertanejo Luan Santana, o artista goiano comentou sobre a importância da tolerância no meio musical sugerindo que mais misturas inusitadas poderão fazer parte do seu repertório.

É desafiador lidar com estilos diferentes de gêneros musicais, que fogem do que estou acostumado a trabalhar. A música é para unir e não segregar, e o mais bonito é isso. Porém, as pessoas ainda demoram um pouco para entender. Quanto mais eu lido com maneiras distintas de criação, mais eu sei exatamente o que criar”, celebra Alok.

No single “Próximo Amor”, a dupla valoriza os próprios sentimentos por conta de uma antiga relação narrada na letra da canção. Na faixa lançada nos últimos dias, Luan Santana abandona o violão e flerta com as batidas e sintetizadores de Alok.

“Foi uma grande experiência colaborar com Alok e transitar em outros ritmos e sons sem deixar de falar do amor”, comemorou Luan Santana sobre a parceria, em entrevista ao jornal Extra.

O sertanejo ainda revela que a parceria com o DJ era um desejo antigo. “Alok é um cara supertalentoso. Não é de agora que estamos conversando sobre essa parceria, mas tudo tem sua hora certa”, contou Luan Santana. A faixa vale destacar, será a música-tema do VillaMix Festival de 2019.

Agora, Alok pretende focar em futuras parcerias. “Quero muito lançar algo com Seu Jorge e, entre os internacionais, The Chainsmokers seria algo bem legal”, conclui. Vale lembrar que juntamente da faixa, Alok e Luan Santana apresentaram o lyric video animado da canção onde os dois artistas aparecem representados com traços de desenho mangá.