elvis presley
O astro norte-americano Elvis Presley (FOTO: Reprodução)

Está prestes de completar 43 anos da morte de um dos maiores ícones da música, Elvis Presley.

Charlie Rose entrevistou a atriz e suposta affair do cantor, Ann-Margret e falaram sobre como foi a descoberta da morte do rei do rock.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry quer te fazer sorrir com performance explosiva da nova música “Smile”

“Ele te enviava flores e você sabia que ele estava morto quando as flores não chegaram – ele enviava flores sempre que você tinha um novo compromisso no formato de um violão?”, disse Charlie.

Ela respondeu: “Era irreal. Era simplesmente irreal”.

Ann comentou então sobre a sensação de falar sobre a morte do cantor: “Ele era extremamente especial; ele era muito forte (…) Nosso relacionamento era muito forte, muito sério e muito real”.

Ainda continuou: “Ficamos juntos por um ano. E ele confiou em mim e eu não quero trair sua confiança, mesmo na morte”.

A atriz também se mostrou indignada com o reconhecimento que Elvis ganhou após a morte: “Ele era tão talentoso e me deixa extremamente zangada que todas essas pessoas que zombaram dele pouco antes da sua morte, de repente, postumamente, começaram a escrever histórias sobre ele como ele era talentoso. Por que eles não fizeram isso quando ele estava vivo?”

Elvis Presley e Ann-Margret estiveram juntos no filme “Viva Las Vegas – Amor a Toda Velocidade” e foi nessa época que surgiram diversos boatos de que os dois tiveram um romance.