Amigo de Britney Spears diz que pai a controlava antes da tutela

Publicado em 16/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ex-melhor amigo e assistente de Britney Spears, Sean Phillip, diz que o pai da cantora, Jamie, ‘não tem compaixão’. Phillip falou com o The Sun sobre seu tempo perto de Spears. 

Phillip diz que Jamie ‘só queria ser pai de Britney quando ela fizesse 26 anos e fosse multimilionária’. “Quando ela começou a ter problemas, ele entrou – mas não tinha compaixão e simplesmente não parecia se importar com o bem-estar da filha.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Phillip conheceu Spears em 2003, mas começou a trabalhar para ela como personal trainer em 2006. A posição, no entanto, mudou rapidamente, o que Phillip diz que lhe permitiu ver como a relação da cantora com seu pai em primeira mão.

‘As coisas começaram a ficar desconfortáveis ​​quando meu papel se transformou em um trabalho de 24 horas. Eu era o estilista, a babá, o treinadoro, o seguranço, o oficial de ligação dos paparazzi – implorando para que não tirassem fotos dela.’ Sean também afirmou que as finanças de Spears estavam sendo controladas antes do colapso de 2008, o que levou à tutela, dizendo: ‘Foi uma loucura. Tiraram os cartões de crédito dela, o telefone dela caiu, ela não recebeu nem o código de acesso da casa dela. Tudo o que ela tinha financeiramente – e isso foi muito antes de a merda bater no ventilador, isso foi antes do incidente de raspar a cabeça – tudo o que ela tinha era um pedaço de papel com um número de cartão de crédito para pagar as coisas.’ 

“Mas ela não estava com o cartão nas mãos. Era um Amex preto designado para o negócio de seu empresário. Assim, ficaríamos com contas de coisas que não podíamos realmente pagar.”

Sean Phillip se lembra da estrela com carinho: “Britney era tão doce, gentil, amorosa e divertida – e também muito mais inteligente do que as pessoas acreditavam. O colapso dela não foi porque ela estava louca. Era porque o que estava acontecendo com ela a estava deixando louca. Jamie era conhecido como um alcoólatra raivoso. Ele parecia bastante indiferente em relação à filha.”

“A gerência queria controlar e manipular tudo ao seu redor. Eles só queriam ordenhar sua vaca leiteira. E Sean disse que está ‘muito orgulhoso’ dos fãs de Britney por dar o pontapé inicial na hashtag Free Britney, que ajudou a trazer consciência para a situação da estrela. Estou feliz por ela estar seguindo na direção certa, porque já vi muitas outras pessoas morrerem.”

Ex-marido de Britney Spears culpa equipe da cantora por casamento que durou 2 dias

O primeiro marido de Britney Spears – e amigo de infância dela – Jason Alexander manifestou apoiou na luta da artista para derrubar sua tutela. O ex-companheiro da artista declarou que o seu casamento foi forçado a ser encerrado abruptamente pela equipe ‘enganosa’ da cantora. Jason e Britney, de 39 anos de idade, casaram-se durante apenas 55 horas ainda no ano de 2004 – com uma cerimónia às 4 da manhã em Las Vegas, rapidamente seguida de uma anulação repentina.

Agora, Jason, de 39 anos de idade, afirma que foi enganado pelo seu casamento com a estrela pop e diz que a sua equipe lhe disse que lhe seria permitido continuar a sua relação com ela, desde que ele assinasse a anulação do seu casamento.

Agora o ex-jogador de futebol universitário, que cresceu com Britney em Kentwood, Louisiana, está responsabilizando a equipe da artista pelo fim do seu romance. Jason compartilhou detalhes sobre o assunto ao podcast Toxic: A história de Britney Spears, onde ele disse: “Disseram-me que se eu assinasse os contratos – a anulação – deixariam que eu e a Britney continuássemos a nossa relação, e que se sentisse o mesmo dali seis meses nos dariam um casamento adequado”. O antigo companheiro da artista afirma ainda que a equipe da Britney o convenceu de que lhe permitiriam namorar com a cantora durante seis meses e que eles cogitariam reconsiderar um casamento “adequado” para os dois.

VEJA MAIS: Família de Anitta vai expulsar Juliette da mansão da cantora?

Jason afirma que estava convencido de que a equipe estava a dizer a verdade e que continuou a manter-se em contato com Britney através de telefonemas. “Estávamos a falar todos os dias e eu ainda acreditava na história que me contaram, que eles nos iam deixar continuar a falar e então teríamos este casamento, certo, no futuro, se sentíssemos o mesmo”.

Jason foi então alegadamente avisado pelos seus próprios advogados que se não contestasse a anulação no prazo de 30 dias após a sua assinatura, a decisão seria tornada permanente e que seria então cortado do contato da estrela. Disse ele: “Literalmente no dia seguinte, como se os 30 dias tivessem acabado, lembro-me de tentar ligar para o número que tinha para a Britney e era do tipo, ‘Beep, beep, beep [som de telefone sem linha]”. E eu tipo, ‘Merd* eles me enganaram! Filhos da p**!’“.

Vale lembrar que Jason já demonstrou anteriormente o seu apoio à Britney participando numa marcha de protesto #FreeBritney, em agosto do ano passado.

Jason Alexander (FOTO: EPA)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio