amylee
A vocalista Amy Lee da banda norte-americana Evanescence (FOTO: Reprodução)

A vocalista do Evanescence, Amy Lee, contou em entrevista para a rádio WRIF os detalhes de por que a banda esperou nove anos para lançar seu novo álbum, The Bitter Truth, como a sequência do álbum de 2011.

Ela revelou que ter seu primeiro filho foi uma das coisas em sua vida que lhe deu uma nova perspectiva, e eventualmente a levou a buscar caminhos diferentes.

VEJA TAMBÉM: Após anos de pausa, Evanescence volta ao “gótico raiz” com novo single

“O espaço entre o terceiro álbum e este, muito disso foi porque eu queria seguir alguns caminhos criativos diferentes. Tive meu primeiro e único filho, Jack. E fiz algumas trilhas sonoras de filmes”.

“Eu meio que pensei que me tornar uma mãe me faria não querer trabalhar – já que eu queria me concentrar apenas em ser mãe -, mas na verdade me deu muita perspectiva”, disse

“Recebemos a Jen [guitarrista do grupo] em 2015, e começamos a fazer turnê novamente e realmente estávamos gostando de tocar novamente. Esse foi o primeiro passo – apenas fazer shows, entrar nisso e lembrar quem você é e tudo o que isso é e pode ser, com nossa comunidade de fãs e o mundo inteiro”.

evanescence
A banda norte-americana Evanescence (FOTO: Reprodução)

Amy Lee disse ainda que o lançamento do álbum Synthesis – que incluia músicas antigas como My Immortal e Bring Me To Life de forma totalmente repaginada -, os ajudou a ter um “gás” para produzir músicas novas.

“Fizemos o ‘Synthesis’ juntos, com uma orquestra completa e muito material eletrônico, e apenas levamos nossa música para um lugar diferente com um foco diferente, o que foi desafiador, divertido e diferente. E então foi, tipo, ‘Ok, estamos prontos’”.

“Então, começamos a fazer sessões de composição. Portanto, tem sido um caminho longo, mas natural, apenas seguindo o que é bom”.

Ela ainda continuou: “Eu não posso te dizer quanto fogo nós temos, mas eu posso falar por mim mesma e realmente tive fogo pra fazer essas músicas”.

“Muitos dos sentimentos que coloco na música para a banda são sobre uma luta – sobre passar por algo que é difícil, e eu estou processando isso, ou jogando minha raiva contra”.

“Este é um momento em que sinto esses sentimentos, e sei que muitas pessoas no mundo também sentem. Então, eu sinto que estou exatamente onde deveria estar”, finalizou.