amy winehouse
A cantora britânica Amy Winehouse (FOTO: Reprodução)

Depois do documentário “Amy” ter alcançado grande sucesso chegando a vencer o Oscar em sua categoria, outra novidade cinematográfica envolvendo a cantora está sendo preparada. A família de Amy Winehouse concordou em produzir um filme biográfico da artista britânica.

As filmagens começarão em 2019 em parceria com a Monumental Pictures, de acordo com o site “The Guardian”. O pai da cantora, Mitch Winehouse, afirmou que acredita que agora seja o momento de autorizar a filmagem e celebrar a vida e carreira da cantora.

VEJA TAMBÉM: Nasce Uma Estrela: Lady Gaga quebra recorde mundial com trilha do filme

Como provamos através da Fundação Amy Winehouse, a história da doença dela poder ser uma fonte de força para muitas pessoas”, conta o pai de Amy para a revista “The Sun” sugerindo que com a história da cantora, a família possa ajudar outras pessoas que sofrem com o mesmo problema de drogas e álcool que ela passou.

A notícia sobre o filme veio logo após o pronunciamento da família sobre a turnê mundial que usaria holograma simulando a presença da cantora. Esse projeto que estão pensando em começar é para arrecadar dinheiro para a fundação em nome da filha.

Amy Winehouse voltará aos palcos em 2019 em forma de holograma

No ano de 2011, o mundo se despediu de Amy Winehouse, após a cantora sofrer uma overdose alcoólica fatal. Agora a britânica poderá ser vista novamente nos palcos no próximo ano, por meio de um holograma.

Segundo informações da agência Reuters, uma versão digital da cantora britânica está em fase de desenvolvimento e deve ser projetada em shows que contarão com um acompanhamento de banda além de gravações oficiais da artista.

VEJA TAMBÉM: Dua Lipa invade casa e acorda apresentador de TV ao som de Electricity

De acordo com Mitch Winehouse, pai de Amy, toda a venda de ingressos dos espetáculos será revertida para a Amy Winehouse Foundation, instituição beneficente que ajuda alcoólatras e dependentes químicos. “Sentimos que será um jeito monumental de ela revisitar seus fãs e uma maneira incrível de arrecadar dinheiro para a nossa fundação”, afirmou.

A empresa Base Hologram, mesma companhia que criou versões póstumas de Roy Orbison e Maria Callas, é quem está preparando o “retorno” de Amy aos palcos. A reconstrução digital trabalhou com uma tecnologia de captura de movimentos de uma atriz que imita os movimentos da cantora no palco.

O projeto será apresentado em uma turnê de três temporadas a partir de 2019, com apresentações durando de 75 a 110 minutos.