Andrea Bocelli

Recentemente, o italiano Andrea Bocelli deu algumas opiniões, em um debate com políticos conservadores da Itália. Entretanto, acabou repercutindo mal nas redes sociais. O cantor questionou a gravidade da pandemia do novo coronavírus, e também revelou que desrespeitou o isolamento social. O artista inclusive recomendou que outras pessoas façam o mesmo. Vale lembrar, que ele já se contaminou com o novo vírus.

Aceitei esse convite (para participar do debate), mas sou distante da política. Durante o lockdown, tentei me identificar com quem tinha de tomar decisões difíceis, mas depois as coisas não andaram bem. Conforme o tempo foi passando, não conheci ninguém que tivesse ido para a UTI, então por que essa gravidade?”, disse Bocelli, inicialmente.

Admito que violei a proibição pois não achava certo ou saudável permanecer em casa com a minha idade”, afirmou o artista, que também pediu a reabertura das escolas.

LEIA TAMBÉM: Neta de Elvis Presley faz tatuagem em homenagem ao irmão falecido

O senador Armando Siri e o deputado Vittorio Sgarbi, que estavam presentes no debate, também argumentaram em tom negacionista. Sgarbi, chegou a falar que a pandemia do novo coronavírus seria “um alarme falso global”. Além de falar que o Brasil, mesmo com 2,4 milhões de casos confirmados e 88 mil mortes, não vive uma situação emergencial.

Diante da repercussão negativa, Andrea Bocelli afirmou que foi “mal interpretado” e que não tem agido como negacionista, mas, sim, como “otimista”.

Logo após, o cantor usou suas redes sociais para se desculpar: “Sempre me esforcei para combater o sofrimento e o fiz também com a chegada dessa infeliz pandemia, como muitos de vocês sabem. Portanto, se meu discurso no Senado italiano causou sofrimento, desejo estender minhas sinceras desculpas, porque minha intenção não poderia ter sido mais diferente, assim como não era minha intenção ofender aqueles que foram atingidos pela Covid”, afirmou.

Ele também falou sobre o fato dele e toda sua família terem contraído o vírus: “A intenção do discurso foi enviar uma mensagem de esperança para um futuro próximo. […] Para todas as pessoas que se sentiram ofendidas por causa de como eu me expressei – sem dúvida não foi da melhor maneira possível – e pelas palavras que usei, peço que aceitem minhas mais sinceras desculpas, pois minha intenção era exatamente a contrária”, concluiu.