A cantora carioca Angela Ro Ro. (Foto: Reprodução/Internet)

No início da noite dessa sexta-feira (10), Angela Ro Ro concedeu uma entrevista por telefone ao Universa. Sozinha em sua casa em Saquarema, na Região dos Lagos no Rio de Janeiro, a cantora estava preparando o cenário para a live que fará neste sábado (11), às 21h30. A transmissão da artista faz parte do Festival #CulturaEmCasa, realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

“Vai ter muita canção bonita. Vou tocar muito do primeiro disco [Angela Ro Ro, 1979], que é sucesso até hoje, além de músicas que o Cazuza gostava, que Marina Lima, Maria Bethânia e Ana Carolina gravaram. Vou sempre homenageando as pessoas que levam à frente a minha obra. Estou muito ansiosa. Só não terei meu parceiro Ricardo Mac Cord. Eu que vou pilotar o piano. Aturem”, disse Angela.

Semanas atrás, a famosa publicou um apelo em seu Instagram pedindo ajuda: “Estou passando dificuldade financeira. Quem puder depositar apenas R$ 10, agradeço! Saúde a Todos”, acrescentando seus dados bancários.

Sem falar sobre o valor arrecadado, ela relata que, com a ajuda que recebeu, conseguiu quitar as contas e até, recebeu o convite para a live de hoje.

“Tenho poucos contratantes: um casal em São Paulo, e aqui no Rio tenho a produtora Maria Braga. Ela entrou em contato comigo depois que a secretaria de Cultura de São Paulo me chamou para fazer o Festival #CulturaEmCasa. Não é um cachê de show, mas qualquer coisa que seja honesta é benigna. Estamos vendo se a gente consegue fechar uma outra live.”, revela Angela Ro Ro.

LEIA TAMBÉM: Segundo a polícia, corpo de Naya Rivera pode ‘nunca ser encontrado’

“Posso estar precisando, mas não vou vender uma live a nada. Quero trabalhar com um cachezinho. Se fizer uma live a dez tostões, nunca mais trabalho por 11 tostões. Vai ficar o resto da vida esse preço. Dentro da tabela de show dos meus colegas, é esse valor o último patamar. Luto para ter R$ 10 mil para pagar a produção, nota fiscal, músicos e sobrar algo para mim. Enquanto outros vendem show por R$ 150 mil.”

Com 70 anos, Ro Ro finaliza: “Nunca roubei, nem machuquei, nem prejudiquei ninguém ou tirei roupa em público ou coloquei roupa em Roma”.