anitta
A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)

Anitta como sempre é destaque seja na mídia brasileira como internacional. Desta vez, a cantora ganhou uma matéria especial no tradicional jornal britânico The Guardian. Em entrevista, ela comentou sobre os rumores de que concorreria à Presidência do Brasil, motivadas após seus interesses e opiniões sobre a política atual.

Sempre deixando claro sua insatisfação ao atual governo do presidente Jair Bolsonaro, Anitta comentou sobre a vitória política sobre uma lei que mudaria o pagamento de direitos autorais a artistas, e a repercusão que isso se tornou depois.

“Eu me senti como uma heroína”, afirmou a cantora sobre o fato do projeto de lei ter sido cancelado, uma vitória em favor dos artistas. “Muitos jornalistas estavam me ligando, dizendo, ‘Você vai ouvir o povo e se candidatar?’ Eu falei, ‘Gente, eu só estou tentando ajudar! Calma!’, explicou Anitta, que completou: “A lei só te dá o direito de concorrer quando você tem 35 anos. Eu tenho 27!”, disse Anitta sobre a parte louca de tudo isso.

LEIA TAMBÉM: Anitta convida galã do filme “365 Dias” para encontro e ele não aparece

As especulações surgiram após a poderosa ter feito uma live política com o deputado Felipe Carreras (PSB-PE), por conta dos direitos autorais dos músicos, e com Regina Duarte, devido ao comportamento da secretária de cultura da presidência em entrevista à CNN Brasil.

Após uma pesquisa do jornal O Globo apontar Anitta como a terceira figura de maior influência política no Brasil, logo surgiram os pedidos dos fãs para que ela se candidatasse à Presidência do país. Sobre o posicionamento política, Anitta disse: “Eu não tenho qualquer vergonha nisso, porque tenho 27 anos. Eu comecei a ter acesso a uma boa educação depois que consegui dinheiro, depois que aprendi – sozinha – como construir minha empresa, como gerenciar minha própria carreira. Eu acho que nunca é tarde pra isso. Eu tenho orgulho de mim mesma, que eu acordei e disse: ‘é importante eu me envolver’.”

Anitta também comentou sobre o lançamento de seu primeiro álbum internacional, predominantemente em inglês e espanhol. O jornal destacou a música Girl From Rio. A faixa é em inglês que usa sample de Garota de Ipanema, clássico de Tom Jobim.