Anitta se revolta com caso de mãe que perdeu a guarda da filha por ritual de candomblé

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta sexta-feira (07), o Instagram Mídia NINJA publicou uma triste notícia, na qual, uma mãe perdeu a guarda da filha de 12 anos por participar de ritual do candomblé. A ação foi movida pelo Conselho Tutelar de Araçatuba, que recebeu denúncias de maus-tratos e abuso sexual, sendo uma delas feita pela própria avó da menina, que é evangélica. A defesa da família afirma que o caso é de intolerância religiosa. Anitta se manifestou sobre o ocorrido!

A funkeira que é assumidamente frequentadora da religião, compartilhou a postagem nos stories de seu Instagram e indignada escreveu: “Quero ser livre pra apresentar minha religião para meus filhos assim como minha mãe foi livre de me apresentar o catolicismo”, começou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Minha mãe me apresentou ao catolicismo ao mesmo tempo em que meu pai me apresentou ao candomblé. Eles NUNCA se intrometeram na religião um do outro. Eu e meu irmão fomos livres para escolher nosso caminho. Não tirem mais essa liberdade das pessoas. PRECONCEITO RELIGIOSO”, finalizou Anitta.

Nos comentários da publicação, internautas desabafaram sobre o ocorrido.

VEJA TAMBÉM: Ex-stripper, Cardi B revela ter dado “sentada violenta” em cliente: “Quebrei o nariz”

“Absurdo. O Estado, pelo menos em teoria, não é Laico?”, comentou uma seguidora. “Igreja católica: batizam filhos recém nascidos, obrigam a ir pras missas, catequese, comunhão, e ninguém fala nada. Absurdo!”, comentou outra. “A mãe que deixa a filha evangélica se casar aos 16 anos tá corretíssima né?”, questionou outra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio