Antes da morte, MC Kevin e Deolane teriam brigado feio no México

Publicado em 1/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

MC Kevin faleceu há quase três meses, mas a tragédia continua sendo rodeada de polêmicas. De acordo com o colunista Erlan Bastos, semanas antes de sua morte, o cantor teve uma briga feia com sua companheira, Deolane Bezerra, em Cancun, no México.

Segundo informações do colunista, a briga começou porque MC Kevin queria comprar uma casa de alto valor para sua mãe, Valquíria Nascimento. No entanto, a advogada não gostou da ideia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A discussão teria acontecido na madrugada de 28 de abril e teria tomado proporções tão grandes que MC Kevin chegou a cortar o pé. Ainda de acordo com o colunista, por conta do ferimento, o cantor precisou levar 8 pontos. Ele ainda teria sujado de sangue quatro toalhas do hotel em que o casal estava hospedado.

Além disso, Erlan teve acesso a uma série de áudios que, supostamente, mostram que a viagem de Deolane e Kevin teria sido marcada por brigas. Confira:

Viúva de MC Kevin sobre morte do cantor: “Foi homicídio”

A viúva de MC Kevin, Deolane Bezerra, revelou sua opinião sobre o que teria acontecido no dia da morte do funkeiro. O cantor faleceu aos 23 anos, após cair do quinto andar de um hotel de luxo no Rio de Janeiro, em maio.

Durante conversa com Sérgio Mallandro no podcast Papagaio Falante, a advogada contou que acredita que as testemunhas estejam mentindo: “A verdade é que ele foi lá dar uma afogada no ganso. Ele estava bem louco. Bebeu, constou [no laudo] que ele usou droga sintética. Ele não estava em si. O que aconteceu lá, eu não sei, não tenho noção. Só sei que tem três pessoas mentindo. É tudo contraditório.”

Sobre a versão de que MC Kevin teria tentado fugir após “brincadeira de mau gosto” dos amigos, Deolane defende: “Para ser um acidente, não tem que ter maldade. Prefiro ir na linhagem do crime. Um acidente através de uma brincadeira de mau gosto já é maldade. Uma brincadeira sadia, é diferente. Não é brincadeira você estar em um quarto com uma garota de programa e falar ‘Sua mulher chegou aí’ para alguém que está transtornado. Isso não existe. É uma brincadeira que não se cogita”.

A viúva afirmou que não sabe qual era a intenção das pessoas presentes no quarto. “Eu, como ser humano, [acho que foi] uma brincadeira de mau gosto. Eu como advogada, [acho que] foi homicídio com dola eventual, quando você assume um risco. Quando você pratica algo assumindo o risco.”

Deolane diz que ainda não teve tempo de sentir a dor da perda. “A minha dor foi a última que pensei. Vejo depoimentos que até hoje de gente que não acredita. Até hoje eu não tive tempo de sentir essa dor. Não sei se um dia eu desabo completamente. Eu abracei o mundo, a vida de blogueira, meus processos, meus amigos. Talvez para camuflar a minha dor. Ninguém me deixa sozinha”, confessou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio