Antes de se suicidar, neto de Elvis Presley consumiu drogas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O único herdeiro masculino de Elvis Presley – o jovem Benjamin Keough, que muitas vezes foi comparado ao seu avô – cometeu suicídio em julho com apenas 27 anos.

O jovem morreu após um disparo de arma auto-infligido na casa de sua mãe Lisa Marie, na cidade de Calabasas, Califórnia, disse a polícia de Los Angeles.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quase três meses após sua trágica morte, Benjamin foi enterrado ao lado do seu avô em Graceland.

VEJA TAMBÉM: Traição e mentiras: O que acontenceu entre vocalista do Raça Negra e Luiza Ambiel?

Segundo documentos obtidos pelo tablóide The Sun, o neto de Elvis Presley consumiu cocaína e álcool antes do triste ato: “Ben testou positivo para álcool e cocaína no momento de sua morte, de acordo com o relatório”.

De acordo com o relatório, o jovem tinha um “histórico de depressão” e era “conhecido por abusar do álcool e usar drogas ilícitas, cocaína”.

Seu período de reabilitação mais recente foi entre quatro e cinco meses atrás, durante um período de três semanas.

Lisa Marie Presley com o filho Benjamin (FOTO: Reprodução)

Suicídio
O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero.

Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período.

O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido. Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio.

Centro de Valorização da Vida
Uma das entidades que ajuda pessoas com pensamentos tristes e depressivos é o Centro de Valorização da Vida, o CVV. A organização existe há anos graças ao trabalho voluntário de centenas de pessoas. O atendimento é gratuito e pode ser feito por telefone e internet. O telefone que tem cobertura para todo Brasil é 188.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio