Rihanna
A cantora barbadiana Rihanna (FOTO: Reprodução)

O pai de Rihanna, Ronald Fenty, revelou que chegou a temer pela sua vida após ter sido diagnosticado com o novo coronavírus. O barbadiano de 66 anos elogiou a sua filha por ter lhe ajudado todos os dias durante seu período doente. A cantora de Diamonds, 32 anos, conseguiu obter um respirador para tratamento da Covid-19 do pai, enviando o aparelho para a casa de sua família nas Caraíbas.

A minha filha Robyn entrou em contato comigo todos os dias“, disse o patriarca. “Eu pensava que ia morrer, para ser honesto. Tenho que dizer, eu amo-te tanto, Robyn. Ela fez tanto por mim. Agradeço tudo o que ela tem feito”.

METROGRAB Rihanna's dad Ronald Fenty, 66, 'thought he would die' after being stricken by coronavirus @ronald.fenty
(FOTO: Instagram)

Ronald disse que a doença – que infectou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo – realmente lhe deixou a certeza de que ele morreria. Discutindo os seus sintomas, lembrou-se de ter contraído uma febre e que teve o nariz e os lábios afetados. Felizmente, os médicos declararam que ele estava livre da Covid-19 após 14 dias de quarentena no Centro de Isolamento de Paragon. “Temi o pior. Pensei que ia morrer, honestamente”, afirmou o patriarca.

METROGRAB Rihanna's dad Ronald Fenty, 66, 'thought he would die' after being stricken by coronavirus @ronald.fenty
(FOTO: Instagram)

Rihanna, vale lembrar, doou mais de 5 milhões de para ajudar a ajudar o coronavírus através da sua Fundação Clara Lionel, dando milhões de dólares para ajudar os que se encontram na “linha da frente da catástrofe”.

Veja também: Tati Zaqui exibe bumbum e seios na quarentena e lança novo clipe

A cantora também se juntou a Jay-Z para doar 2 milhões de dólares para ajudar nos esforços financeiros em Nova Iorque e Los Angeles, numa tentativa de apoiar os trabalhadores autônomos, os presos, as populações sem abrigo além dos idosos e os filhos dos trabalhadores da saúde que estão da linha da frente do combate à pandemia.