Após aborto, Wanessa Camargo entrou em depressão, aponta site

A cantora chegou a passar por um procedimento de emergência no hospital Albert Einstein

Publicado em 29/5/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora Wanessa deixou os fãs apreensivos no último dia 25. Ao explicar seu ‘sumiço’ das redes sociais, a artista de 38 anos revelou que está com depressão.

Com isso, o colunista Léo Dias, do Metrópoles, descobriu que isto está acontecendo porque a cantora sofreu um aborto espontâneo há dois meses, quando esperava seu terceiro filho. Ela precisou passar por um procedimento de emergência no hospital Albert Einstein.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Durante os últimos meses, tenho lutado para superar alguns problemas de ansiedade. Entretanto, já estou voltando à ativa junto à minha família. Estou focando na minha nova casa, na série da Netflix e no álbum com meu pai. As férias estão chegando e voltarei para nossa casa no Espírito Santo com a família do meu marido”, disse a cantora, recentemente.

Carta aberta:

Confira o texto na íntegra:

A QUEM POSSA INTERESSAR

Venho de três milênios, para fazer uma escolha e uma descoberta. Para que isso aconteça tenho que atravessar uma floresta escura e amedrontadora, cheia de demônios e feras – que tentam me impedir de chegar à montanha iluminada pelo sol. Para me guiar, apenas as estrelas lá no céu. A escolha é a vida. A descoberta é a verdade.

Quem sou eu? Morrer na escuridão e renascer na luz. SER não é tarefa para amadores, tem que se ancorar na mais profunda fé e coragem. Em um caminho solitário e doloroso de reconhecimento – é preciso caminhar com os pés cansados, mas firme.

Aprender a respirar o ar e finalmente sentir o cheiro da terra e dos ares. Saber se deixar levar com o vento, na brisa e na tormenta. Entender o movimento e ritmo das ondas. Aceitar tudo que é e que não é.

No tempo presente, me encontro. Tendo que encarar velhos e novos fantasmas para seguir em frente. A solidão e o silêncio nunca se impuseram tão necessários como hoje. Para olhar para você, antes, preciso olhar para mim. Para amar você, antes, preciso me amar.

A doença que carrego nos pensamentos se torna uma benção, pois é ela que vai me trazer de volta. De volta ao lar. Lar de onde nós viemos. Todos nós.

Por agora, um pesado véu de medo ainda me cobre, mas um grito em silêncio me preenche de certeza: que quando me libertar, encontrarei o que mais anseio ser: A VIDA.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

(FOTO: Reprodução)
(FOTO: Reprodução)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio