Taylor-Swift
A cantora norte-americana Taylor Swift (FOTO: Reprodução)

Há mais de dois anos, Taylor Swift sofre com o assédio de um cidadão norte-americano que lhe persegue. Constantemente o maníaco faz ameaças à cantora chegando a sugerir que irá estuprá-la ou até mesmo assassiná-la.

Eric Swarbrick, 26 anos, morador do estado de Tennessee, começou a enviar cartas violentas para a cantora no ano de 2016. Agora foi anunciado que o cidadão foi condenado a 30 meses de prisão depois de se declarar culpado de assediar e expressar intenção de estuprá-la e matá-la.

Na época das ameaças, Taylor Swift investiu pesado em sua segurança. Ela chegou ao ponto de usar tecnologia de reconhecimento facial em shows da turnê “Reputation”.

VEJA TAMBÉM: Fã invade a mansão de Katy Perry e é preso pela polícia

O maníaco ultrapassou todos os limites indo até casa de Taylor ameaça-la pessoalmente e até mesmo se dirigindo até sua antiga gravadora e ficar vagando pelos corredores.

Nas cartas à cantora, Eric chegou a dizer: “Eu quero estuprar Taylor Swift. É assim que eu saberei se somos almas gêmeas”.

“Não hesitarei em matá-la. E não tem nada que você, seus advogados, ou a lei possa fazer para me impedir. Lembre-se de quem eu sou”, também escreveu, ameaçando.