the weeknd
O cantor norte-americano The Weeknd (FOTO: Reprodução)

Ninguém entendeu nada quando ao divulgar as indicações da edição de 2021 do Grammy Awards, a The Recording Academy, responsável pela premiação, deixou o cantor The Weeknd de fora. Com todas as apostas dadas ao álbum “After Hours” e o single “Blinding Lights” todo mundo ficou surpreso quando ambos foram ignorados.

Ainda não inventaram uma forma de voltar no tempo, então não há como alterar as indicações. Mas a The Recording Academy está ciente que não agradou ninguém deixando o cantor de fora da próxima edição.

The Weeknd — After Hours: Immediate thoughts & reactions | by Charles  BlouinGascon | amanmusthaveacode | Medium
(Foto: Reprodução)

VEJA MAIS: Anitta e amiga gringa rebolam com funk inspirado em The Weeknd e enlouquecem web

A Variety publicou um artigo contando todas as suas apostas para 2021. Apesar das tão sonhadas voltas de Rihanna e Adele, a aposta do Grammy é que The Weeknd seja o vencedor de indicações como forma de redenção após o boicote.

“Em um esforço para reparar seu escandaloso boicote do Grammy em 2021, a Recording Academy indicará o The Weeknd para um recorde de 20 indicações – quebrando o recorde estabelecido por Michael Jackson e Babyface com 12 – incluindo acenos no pop, R&B, rap, rock, country, categorias de gospel e jazz?”, escreveu exageradamente a publicação.

Assista aqui o clipe de Blinding Lights:

Mas The Weeknd não se deixou abalar com a atitude da The Recording Academy e já está trabalhando no sucessor do “After Hours”. Em entrevista para a revista TMRW ele falou sobre o projeto. O artista aproveitou as medidas de isolamento para se dedicar ao projeto.

“Eu tenho estado mais inspirado e criativo durante a pandemia do que normalmente fico quando estou em turnê. A pandemia, o movimento Black Lives Matter, e as tensões das eleições criaram principalmente um senso de gratidão pelo que tenho e de proximidade com as pessoas próximas a mim”, declarou.

The Weeknd também contou na entrevista como a música oriunda da Etiópia influenciou na sua forma de cantar. “Conforme cresci, fui exposto a mais músicas, e minha voz se tornou um camaleão indo por diferentes personagens em cada álbum. Seguindo meu próprio caminho e quebrando as normas da indústria, pareço estar influenciando outra pessoas”, contou.

Apesar de ficar de fora do Grammy Awards o artista sente muito orgulho do álbum “After Hours”. “Foi a obra de arte perfeita para mostrar minha estabilidade na indústria”, disse o artista.