Em maio deste ano, o membro do Queen, Brian May, sofreu um ataque cardíaco e chegou a ter sintomas de paralisia cerebral.

O problema é que, os remédios que o astro teve que usar, causaram uma explosão estomacal. Sobre isso, May revelou: “Eu tive um cirurgião maravilhoso, maravilhoso, e eu estou grato por estar vivo”.

“Eu tive três cateteres em mim, os quais estão funcionando muito bem, e eu me sinto bem. [A explosão estomacal] foi o ponto onde eu quase perdi a minha vida, não o ataque cardíaco, estranhamente”, continuou.

VEJA TAMBÉM: Música do Detonautas que critica Bolsonaro e esposa bomba em parada do Spotify

Ele alertou: “Você tem que ter cuidado com os remédios que eles te dão, porque é ótimo para os cateteres, é ótimo para o coração, mas não é muito bom para o resto do seu corpo e você pode realmente se ferrar. É uma corda bamba”.

Guitarrista do Queen, Brian May – que já tem 73 anos -, acrescentou: “A pior coisa que aconteceu foi a hemorragia no estômago, e eu perdi uma quantidade terrível de sangue toda de uma vez e só fiquei detonado. Eu não podia me mexer, eu não dava conta de me mexer no chão”.

“Esse foi o pior momento pra mim. Mas eu tive meio que um momento ruim no geral — parece engraçado na verdade. Um catálogo de desastres”, finalizou.