kanye west
O rapper norte-americano Kanye West (FOTO: Reprodução)

Kanye West teria optado por se retirar da corrida presidencial nos Estados Unidos, menos de duas semanas após anunciar que pretendia concorrer. Um membro da equipe de campanha de West, Steve Kramer, teria dito ao Intelligencer da New York Magazine que o rapper não disputará mais a eleição. “Ele saiu”, declarou Kramer ao Intelligencer de maneira lacônica.

Kramer não explicou as razões de West para a suposta retirada, mas disse que “deixaria [a Intelligencer] saber o que eu sei quando eu cancelar todas as nossas coisas”.

No início do mês, o rapper fez o anúncio no Twitter: “Agora precisamos cumprir a promessa da América confiando em Deus, unificando nossa visão e construindo nosso futuro”, escreveu West. Inicialmente, West obteve apoio de usuários de redes sociais, incluindo o empresário bilionário Elon Musk. O rapper afirmou mais tarde que Musk seria nomeado “chefe do nosso programa espacial” sob sua presidência.

A campanha presidencial de Kanye West atingiu um obstáculo quase imediatamente, quando foi revelado que ele já havia perdido o prazo de inscrição de eleitores em seis estados distintos. Apesar disso, West continuou a fazer campanha por melhores condições de empregos, dizendo à Forbes que “se eu ganhar em 2020, então foi a nomeação de Deus”.

LEIA TAMBÉM: Tiago Iorc rompe o silêncio após briga com Anavitória e diz se arrepender

A candidatura presidencial do rapper também surpreendeu alguns dos seus colegas do mundo da música. Katy Perry chamou a decisão de West de “um pouco louca”, enquanto Will.i.am opinou que a presidência é “uma coisa perigosa de se brincar”. Elon Musk também renegou seu apoio a West após a entrevista polêmica do rapper com a Forbes onde ele criticou Trump, Biden e vacinas de doenças.

Ontem (14 de julho), uma pesquisa presidencial nos EUA revelou que Kanye West teve o apoio de somente 2% dos eleitores. Fora de suas aspirações presidenciais, West lançou um novo single, intitulado ‘Donda’, no início desta semana (13 de julho). A música é uma homenagem à falecida mãe de West, que faleceu em 2007.