O astro norte-americano Elvis Presley (FOTO: Reprodução)

Elvis Presley praticava karatê em Graceland, com isso, ele acabou deixando para trás alguns danos ocultos que os fãs podem ver até os dias de hoje. Durante seu tempo no exército no final dos anos 1950, Elvis foi apresentado ao karatê.

 A arte marcial se tornou uma obsessão para o rei, que se tornaria um faixa preta. Mas, além de demonstrar seus movimentos durante shows ao vivo, Elvis também mostrou suas habilidades aos convidados, ao lado de sua porta, em Graceland.

Durante uma tour virtual ao vivo por Graceland no mês passado, a arquivista e especialista em Elvis, Angie Marchese deu as boas-vindas aos fãs pela porta da frente da mansão de Memphis.

Ela destacou a porta pela qual o rei passou pela primeira vez em 1957 e trouxe sua filha Lisa Marie após seu nascimento em 1968. Angie compartilhou: “Se Elvis estivesse aqui, ele provavelmente o receberia fazendo uma demonstração de karatê aqui no corredor.”

Ela então apontou para o lustre acima quando você entrar pela porta da frente de Graceland.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Angie disse: “Na verdade, você pode dar uma olhada no lustre e perceber que está faltando um de seus elos. E isso aconteceu porque Elvis acidentalmente o pegou em uma demonstração de karatê um dia. Meninos serão meninos às vezes!

Um dos instrutores de karatê do cantor, Ed Parker, que também era seu guarda-costas, havia sido campeão de artes marciais no Japão. E quando um veterano japonês descobriu isso, ele decidiu ir a Graceland e dar uma espada de samurai para Elvis.

Dick Grob era o Chefe de Segurança de Elvis Presley no final de 1976 ou no início de 1977, quando isso aconteceu. Naquela manhã, o Rei, que era uma coruja noturna, estava lá em cima em Graceland e já de pijama se preparando para ir para a cama.

Dick se lembra de como recebeu uma ligação do membro de sua equipe de segurança, Harold Lloyd, nos portões, dizendo que havia um cara uniformizado que queria falar com o chefe de segurança.

Dick pensou que seria um de seus amigos policiais, mas acabou sendo um veterano japonês idoso em seu uniforme militar e carregando uma espada de samurai.

Lutando com seu inglês, o soldado disse: “Trouxe isto para dar ao Sr. Presley. Eu fui um oficial do exército japonês durante a Segunda Guerra Mundial e quero me desculpar com você e com o Sr. Presley por lutarmos contra vocês. Eu realmente sinto muito por isso. Porque o Sr. Presley estudou karatê e aprendeu com o Sr. Ed Parker, que foi campeão no Japão, quero dar isso ao Sr. Presley como um sinal de meu agradecimento”.

Tocado por isso, Dick foi até a casa para ver se Elvis Presley estava disponível. Mas, o rei não queria ter que se vestir para descer, pois estava prestes a dormir.

Então Dick voltou aos portões de Graceland e disse ao veterano japonês, dizendo que Elvis gostava disso, mas já estava de pijama.

Como cortesia, o Chefe da Segurança levou o soldado em um dos carrinhos de golfe para mostrar-lhe o terreno, enquanto o japonês deixou Dick com a espada de samurai para dar a Elvis mais tarde.

Mais tarde, Elvis desceu para a cozinha de Graceland, onde Dick estava sentado com a espada. O Rei perguntou se o soldado japonês ainda estava por perto e quando viu a espada, tirou-a e começou a balançá-la descontroladamente pela sala.

Dick gritou: “Elvis! Você é perigoso com isso!” O Chefe de Segurança disse que então sacou de brincadeira sua arma para o Rei e disse: “Se você não abaixar essa maldita coisa, eu vou atirar!”

Então Elvis foi até a sala de estar e colocou a espada do samurai em uma gaveta onde ela teria sido deixada intacta até que foi descoberta pela equipe de Graceland por volta de 1982. A arma permanece na gaveta até hoje.