Após live especial, fãs do RBD processam produtor por propaganda enganosa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 26 de dezembro, os fãs do RBD puderam viver um momento mágico com a live “Ser o Parecer”, reunindo quatro dos seis integrantes originais (Maite Perroni, Christian Chávez, Anahí e Christopher Von Uckermann) 12 anos após o fim da banda. Porém, nem todo mundo saiu satisfeito.

Na live que foi paga, os fãs podiam comprar dois tipos de pacotes. O mais barato oferecia acesso apenas ao show, custando R$ 160 reais. No entanto, havia um pacote mais caro que custou R$ 250 reais. Neste pacote foi prometido acesso ao camarim e uma interação com os artistas após o show. Porém, nada disso foi cumprido.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(Foto: Reprodução)

VEJA MAIS: Ken humano? Maquiador revela processo por trás do novo visual de The Weeknd

A colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, contou que um grupo de fãs brasileiros, que pagou pelo pacote mais caro, acusou o produtor do RBD, Guillermo Rosas, por propaganda enganosa.

O grupo abriu um processo contra os produtores do evento e apenas querem o reembolso pelo serviço que não foi prestado. Será que o dinheiro será devolvido?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio