Após polêmica, compositor de ‘Milla’ vai à Justiça contra Netinho

Cantor interpretou a música em manifestação que pedia, entre outras coisas, intervenção militar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O baixista e compositor Manno Góes, autor de “Milla”, não gostou de ver o cantor Netinho interpretar sua música em manifestação pró-Bolsonaro no último sábado (1). Após repudiar a ação nas redes sociais, o músico decidiu levar tudo à Justiça.

“Não posso impedir que Netinho cante minha música, mas eu posso impedir que essas cenas filmadas durante essa manifestação permaneçam sendo divulgadas nas redes sociais. Isso estou fazendo”, disse Manno Goés ao Splash, da UOL.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último domingo (2), Góes notificou Netinho, a deputada federal Carla Zambelli, e o partido dela, PSL (que elegeu Jair Bolsonaro) exigindo a retirada dos vídeos da manifestação do ar. No entanto, como não atenderam o pedido em 24 horas, o advogado do compositor irá protocolar uma ação judicial contra o cantor, a deputada e o partido.

VEJA MAIS: Katy Perry surge de maiô pela primeira vez após dar à luz; confira!

Rodrigo Moraes, advogado que representa o músico, explicou ao Splash: “O artista Netinho pode cantar em shows a música ‘Milla’, desde que pague ao Ecad. O que não é lícito é gravar e disponibilizar vídeos na internet utilizando obra musical de terceiro com a finalidade de apoiar um determinado político, sobretudo quando o criador intelectual é veementemente contrário aos ideais desse político”.

“Houve nítida violação ao direito moral à integridade da obra, pois a música ‘Milla’ não foi criada para essa destinação política, de apoio a um político que fomenta o fim da democracia.”, acrescentou o advogado. Segundo Rodrigo Moraes, Carla Zambelli viola a Lei de Direitos Autorais ao manter o vídeo em seu canal do YouTube, mesmo após formalmente notificada. Além de pagar pelos direitos autorais, é necessário a autorização dos autores da música para que ela seja divulgada publicamente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio