BLACKPINK
O grupo sul-coreano BLACKPINK (FOTO: Reprodução)

Totalizando 125 milhões de visualizações em 5 dias, o clipe de ‘Lovesick Girls’ do BLACKPINK foi um grande sucesso. Mas, na mesmo proporção do sucesso, veio a polêmica.

A YG Entertainment, gravadora do grupo, decidiu por editar as cenas em que as integrantes aparecem em uma consulta médica.

O Sindicato de Enfermeiras da Coreia disse: “Enfermeiras já tiveram que sofrer com retratos que duvidam de sua profissão ou as sexualizam só por serem mulheres no passado”.

“Essa situação só piora se a cultura pop continuar repetindo as mesmas imagens distorcidas da profissão”, argumentaram.

VEJA TAMBÉM: Show do RBD já se tornou a live latina de maior sucesso de todos os tempos

A gravadora, apesar de concordar em cortar as cenas, afirmou que não havia intenções negativas. Segundo a empresa, cena era pra representar a letra, que diz: “Nenhum médico pode me ajudar quando estou doente de amor”.

Na web, as pessoas comentam: “Não entendi, ela só está com o braço de fora”; “onde viram desrespeito, eu vejo machismo”; “Não tem nada de sexualizado na roupa da Jennie”; “Não pode mais mostrar os braços?”; “Eu não entendo a Coreia, eles problematizam TUDO que girlgroups fazem”.

Recentemente, o BLACKPINK lançou um novo projeto intitulado “The Album“, que traz a inédita parceria com Cardi B e a já lançada parceria com Selena Gomez.

FOTO: Reprodução/Youtube